Notícias
II eco piaui

Desertificação no Piauí ainda preocupa especialistas

Mônica Nunes/Ana Luíza Vastag - Planeta Sustentável - 14/06/2011

Considerada um dos graves problemas ambientais da região Nordeste, a desertificação é um dos temas pautados pelo II Eco Piauí, encontro que começa no próximo dia 16/06 em Teresina (PI).

O evento é promovido pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) e pelo Sindicato dos Engenheiros do Estado do Piauí (Senge/PI), dentro do projeto Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento. 

O professor doutor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Adeodato Salviano, é um dos especialistas convidados pelo Eco Piauí. No dia 17 de junho, data que a ONU adotou como o Dia Mundial de Combate à Desertificação, Salviano vai apresentar novos dados sobre a desertificação na região próxima a Gilbués, município no sul do estado do Piauí, onde as áreas susceptíveis à desertificação (ASDs), abrangem 173 dos 224 municípios do estado.

Uma das áreas afetadas pelo processo de degradação do solo, segundo o especialista, equivale a aproximadamente 800 mil hectares, e abrange 22 municípios, além de Gilbués.

Salviano, no entanto, acredita que a degradação do solo pode ser revertida e, ao contrário do que muitos pensam, "não é um processo oneroso". Algumas ações estão sendo desenvolvidas na região para reduzir a degradação. Uma delas é o projeto da Fundação Agente para o Desenvolvimento do Agronegócio e Meio Ambiente, patrocinado pela Codevasf/Ministério da Integração Nacional, que, segundo o professor, tenta recuperar uma microbacia hidrográfica com aproximadamente 8.900 hectares na região de Gilbués. 

O II Eco Piauí discutirá temas como saneamento básico, energia e meio ambiente, entre outros. O evento será promovido no auditório do Blue Tree Towers Rio Poty. 

Serviço:
II Eco Piauí - Encontro de Meio Ambiente do Estado de Piauí
Dias:
16 e 17 de junho de 2011
Local: Auditório do Blue Tree Towers Rio Poty (Teresina - PI)

comments powered by Disqus