Notícias
modelo

Desenvolvimento mundial será discutido na Rio+20

Yara Aquino - Edição: Talita Cavalcante - Agência Brasil - 04/11/2011

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (4), durante a Cúpula do G20 em Cannes, na França, que a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento, a Rio+20, será uma oportunidade para "a discussão do modelo de desenvolvimento que as nações querem para o futuro". A Rio+20 está marcada para junho de 2012, no Rio de Janeiro.

Dilma disse ainda que a Rio+20 não será somente uma reunião sobre meio ambiente, pois colocará em discussão outros pontos importantes como a economia verde, erradicação da pobreza e governança internacional para o desenvolvimento sustentável.

A presidenta falou durante um painel de discussões sobre clima na reunião do G20 e reafirmou a posição brasileira de que os países emergentes devem contribuir de maneira diferenciada em relação aos países desenvolvidos na redução das emissões de gases de efeito estufa, para que não arquem com um peso econômico demasiadamente alto.

Mais cedo, Dilma se reuniu com a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, e após sessão de trabalho e almoço do G20 se encontra com o primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan.

A reunião anual de cúpula do G20 termina hoje, e as discussão têm sido dominadas pela busca de soluções para a crise econômica internacional, para as dívidas dos países europeus e o resgate da Grécia. 

Uma das alternativas em questão é a disponibilização de bilhões de dólares em linhas de crédito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) a fim de dar garantias para países em dificuldades honrar suas dívidas. 

Ontem (3), a presidenta Dilma Rousseff disse que o Brasil está disposto a contribuir com o FMI na busca de uma solução para a crise mundial. Ela pediu mais detalhes do pacote europeu contra a crise e se mostrou preocupada com a possibilidade de que os problemas enfrentados naquela região comecem a "respingar" nos países em desenvolvimento.

comments powered by Disqus