Notícias
aquecimento global

Costa do Ártico derrete até 30 metros por ano

Redação - Veja.com - 20/04/2011

A costa do Ártico está derretendo a uma taxa de 30 metros por ano por causa dos efeitos da mudança do clima. A rápida degradação da linha costeira do Pólo Norte é uma grande ameaça para comunidades locais e seus ecossistemas. A conclusão é de um estudo feito por mais de 30 cientistas do Comitê Internacional de Ciência do Ártico e pela Associação Helmholtz de Centros de Pesquisa da Alemanha. O trabalho foi publicado no periódico Estuaries and Coasts. 

Dois terços da costa do Ártico não é rochosa — consiste de solo permanentemente congelado, também chamado de 'permafrost'. Esse tipo de solo é bastante sensível à erosão causada por ventos e ondas. De acordo com o relatório, o aumento da temperatura está provocando o derretimento do gelo marinho que protege a linha costeira deixando-as mais expostas aos eventos naturais. 

O relatório, State of The Arctic Coast 2010 (Estado da Costa Ártica 2010), que cobriu um quarto da costa do Ártico, mostra que a degradação média da linha costeira é de um dois metros por ano, mas pode chegar a 30 metros em algumas localidades. Os cientistas destacaram que os habitats costeiros do Ártico são a primeira linha de vida das comunidades árticas, dando suporte a uma grande comunidade de peixes e mamíferos, incluindo estimados 500 milhões de pássaros marinhos. 

"É evidente que a costa do Ártico é uma região que necessita de atenção explícita", afirma o relatório. Os pesquisadores esperam que o estudo possa ajudar a melhorar a condição dos ecossistemas da região ártica que, até pouco tempo, pouco se conhecia. Quando a coleta de dados começou em 2000, informações detalhadas cobriam 0,5% da costa do Ártico.

comments powered by Disqus