Notícias
rumo a 2014

Neutralização de emissões pode ser obrigatória na Copa

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 12/05/2011

A CMADS - Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável se reuniu nesta terça-feira, 10 de maio, na Câmara dos Deputados para debater, entre outras medidas de sustentabilidade para a Copa do Mundo de Futebol de 2014, o PL - Projeto de Lei 7421/10*, que prevê a neutralização obrigatória das emissões de carbono geradas durante o evento esportivo.

Se aceita, a proposta, que ainda não tem data para ser votada na Câmara dos Deputados, exigirá a compensação das emissões geradas por todas as ações envolvidas na preparação e execução da Copa - desde a divulgação e planejamento do evento até a realização dos jogos.

Entre as medidas compensatórias previstas no PL, que deverão ser realizadas pelas empresas responsáveis pelo evento, estão:
- ações de incentivo à redução do desmatamento nos biomas brasileiros;
- recuperação de áreas degradadas, a partir do plantio em florestas nativas e
- uso de energia renovável nos estádios, vilas olímpicas e demais edificações construídas para o evento esportivo.

De acordo com o secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental, do MMA - Ministério do Meio Ambiente, Eduardo Assad, que participou da discussão, o governo estuda a possibilidade de ajudar financeiramente as empresas que terão que realizar a compensação, com verba proveniente do Fundo Clima.

Leia também:
Estádios da Fifa deverão ser sustentáveis   
Até a copa do mundo ficou verde 
Reforma verde no Mineirão 
Copa Verde: um gol pela sustentabilidade 
Gramados ainda mais verdes  

*PL 7421/10

comments powered by Disqus