Notícias
conservação de espécies

Conheça os sete vencedores do Prêmio Nacional da Biodiversidade

Fábio Paschoal - National Geographic Brasil - 28/05/2015

[img1][box-leia]O Prêmio Nacional da Biodiversidade (PNB) – uma realização conjunta do Ministério do Meio Ambiente (MMA), do Ministério das Relações Exteriores, do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), do Banco Mundial e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) – anunciou os vencedores na última sexta-feira, Dia internacional da Biodiversidade (22). Sete iniciativas que contribuem para a conservação de espécies do Brasil foram selecionadas. “O mais bonito é ver a diversidade de projetos inscritos. Temos coisas belíssimas no Brasil, mas geralmente pouco conhecidas”, afirma Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente, em entrevista para o site do ICMBio.

Conheça os vencedores:

A iniciativa Conservação do peixe-boi amazônico, do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (Tefé/AM), venceu na categoria academia.



O Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), de Nazaré Paulista (SP), foi a melhor iniciativa entre as Organizações Não Governamentais com o Programa de Conservação do Mico-leão-preto, trabalho de três décadas que culminou na redução do grau de ameaça da espécie.

A TV Amazonas (Manaus/AM) ficou com o prêmio na categoria Imprensa, pelo trabalho intitulado Boto: da lenda à ciência, o encanto do príncipe das águas.



O Programa de Valorização do Jaborandi, da Anidro do Brasil Extrações S/A – Grupo Centroflora (Botucatu/SP) foi o ganhador na categoria Empresas. O projeto estimula a geração de renda em comunidades extrativistas de jaborandi no norte e nordeste do Brasil e apoia agricultores familiares na produção, comercialização e manejo sustentável da espécie.



A Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte/Jardim Botânico (Belo Horizonte/MG) levou o troféu da categoria Órgãos Públicos pelo Projeto Conservação e Manejo do Faveiro-de-Wilson, espécie criticamente em perigo.



O vencedor da categoria Sociedade Civil, foi o projeto Manejo pesqueiro do Pirarucu, da Operação Amazônia Nativa (Cuiabá/MT), que tem o objetivo de realizar o manejo do pirarucu nas terras indígenas Palmari, no rio Tapauá, para a conservação da espécie e melhoria da qualidade de vida da população.




O prêmio especial Júri Popular foi para o projeto Conservação do peixe-boi amazônico, do Instituto Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, também premiado na categoria Academia.

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, esteve presente na cerimônia e destacou a importância do PNB: “Para o Brasil, o tema da biodiversidade insere-se no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza. A conservação exige esforços de toda a sociedade e o dia de hoje, além da celebração, é uma oportunidade para reafirmarmos compromissos comuns.”

comments powered by Disqus
Tags: