Notícias
ativistas em ação

Como adotar um beagle resgatado do Instituto Royal

Carolina Giovanelli - VejaSP.com - 18/10/2013

[img1]

[box-leia]Em uma marcante ação coletiva dos protetores de animais ontem durante a madrugada, eles invadiram o Instituto Royal (que, vale dizer, não tem a ver com a empresa Royal Canin), em São Roque, no interior de São Paulo, e resgataram centenas de beagles que sofriam testes farmacêuticos cruéis ali. Essa batalha, entretanto, já vinha durando vários dias. Alguns ativistas fizeram greve de fome e chegaram a conversar com o prefeito da cidade sobre a situação.

Por agora, o que importa é que os cachorros estão a salvo. Porém, os animais têm chips de identificação e há uma ordem judicial para pegá-los dos ativistas e devolver ao espaço. O imbróglio entre os protetores e o instituto deve ir longe. Parte dos salvadores criou uma página no Facebook, a Adote um Animal Resgatado do Instituto Royal, em que atualizarão informações sobre a adoção quando tiverem a permissão para isso. Se você estiver interessado, fique ligado!

Tem até um vídeo que mostra a alegria dos beagles soltos, andando para lá e para cá com o rabinho abanando. Dá para assisti-lo aqui.

Ah, e caso você queira ajudar com ração ou medicamentos para os peludos, há pontos de coleta de doação na capital:

- Cantinho Animal. Rua Doutor Altino Arantes, 647, Vila Mariana

- JJ Cabeleireiros. Avenida Cidade Jardim, 1013, Itaim Bibi

- Leckerhaus. Rua Doutor Melo Alves, 293, Jardins

- Mister Vet Centro Veterinário. Rua Turiaçu, 713, Perdizes

- Per Paolo. Rua Cardoso de Almeida, 1021/1049, Perdizes / Avenida Diógenes Ribeiro de Lima, 2282, Pinheiros / Rua Rio Grande, 380, Vila Mariana

- Zena Caffè. Rua Peixoto Gomide, 1901, Jardins

Nesse tempo em que escrevo sobre bichos, aprendi muita coisa sobre os protetores. E gostaria de dizer que se esse caso veio à tona para o público em geral, há muitas e muitas outras situações de resgate que passam despercebidas e não recebem o reconhecimento necessário. Essas pessoas são realmente batalhadoras e merecem os aplausos de todos nós.

Por causa delas, o mundo é um lugar melhor.