Notícias
saúde

Cigarro e combustível adulterado danificam sistema imunológico

Thiago Medaglia - National Geographic Brasil - 29/08/2011

Carros demais, fumantes em excesso e combustível de má qualidade. Esses fatores, comuns em cidades grandes, podem afetar o mecanismo imunológico. Pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), da USP, realizaram testes que indicam uma necessidade de revisão nos índices de exposição à hidroquinona, substância tóxica derivada do benzeno, que, por sua vez, chega à atmosfera por meio de cigarros e combustíveis adulterados (na gasolina regularizada, o uso de benzeno é proibido desde os anos 1970).

Os testes em laboratório foram feitos em camundongos submetidos a uma baixa exposição à hidroquinona. Os animais, mesmo com a quantidade pequena, tiveram a resposta imune do organismo prejudicada.

Na atmosfera, o benzeno encontrado é absorvido pela pele e vias respiratórias. No corpo humano, sofre reações químicas que originam a hidroquinona. "No caso da cidade de São Paulo (onde a pesquisa foi realizada), não há dados específicos sobre a exposição da hidroquinona em seres humanos, mas sabemos que a quantidade de benzeno presente no ar é muito superior aos limites permitidos", explica Sandra Farsky, coordenadora do estudo.

Ainda é cedo para relacionar os resultados dos experimentos com a exposição das pessoas à substância, mas o estudo sugere um alerta que não pode ser ignorado: mesmo níveis baixos de exposição são capazes de causar um grande prejuízo.

comments powered by Disqus