Notícias
internacional

Chanceleres do G20 reunidos no México discutem Rio+20

Renata Giraldi - Edição: Lana Cristina - Agência Brasil - 22/02/2012

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, marcada para junho no Rio de Janeiro, é um dos principais temas da reunião de chanceleres do G20 (os países mais ricos do mundo), em Los Cabos, na fronteira do México com os Estados Unidos. O Brasil é representado pelo embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, o subsecretário-geral de Energia e Alta Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores.

O objetivo do governo brasileiro e da Organização das Nações Unidas (ONU) é transformar a Rio+20 na maior conferência mundial sobre preservação ambiental, desenvolvimento sustentável e economia verde, definindo um novo padrão para o setor. Pelo menos 100 presidentes da República e primeiros-ministros são esperados neste evento no Rio de Janeiro, além de 50 mil credenciados.

A reunião de chanceleres começou sábado (18) e foi até domingo (19) sob o comando do presidente do México, Felipe Calderón, mas com a ausência de representantes da China e da Rússia. A ministra das Relações Exteriores do México, Patricia Espinosa, disse que o objetivo da reunião é reforçar as parcerias e a cooperação em várias áreas, inclusive de segurança e combate ao crime organizado.

De acordo com Patricia Espinosa, o comando do G20 pelo México tem o objetivo também de buscar um "maior consenso" entre os países emergentes e desenvolvidos para promover a estabilização e crescimento da economia global.

As discussões ocorrem no momento em que vários países, alguns europeus, assim como os Estados Unidos e o Japão, vivem sob fortes impactos da crise econômica internacional. Em junho, nos dias 18 e 19, a presidenta Dilma Rousseff deve ir ao México participar das reuniões dos chefes de Estado e de Governo do G20.

comments powered by Disqus