Notícias
não compre, adote

Cães abandonados ganham campanha criativa para adoção

Laís Semis - Planeta Sustentável - 29/05/2015

[img1][box-leia]
Comprar animais domésticos é uma prática comum, mas vale refletir sobre ela. Ninguém interessado em comprar um cachorro em petshop desembolsa menos que mil reais. Se o bicho tem pedigree, é mais: a média pode ficar em 1.500 reais. E claro que há exorbitâncias como o preço do buldogue francês, que chega a 12 mil reais! Para a maioria das pessoas, esse valor é um absurdo, mas tem muita gente que paga. Ao mesmo tempo, é preciso avaliar o processo que antecede a chegada dos filhotes às vitrines dos pet shops e pode esconder ações questionáveis. Tem gente conscienciosa e profissional, mas existem muitos criadores ilegais que visam apenas o lucro e não o bem estar dos animais e transformam o processo natural de crias em fábricas de filhotes.

Esse cenário pode parecer mais surreal quando se avalia a quantidade de animais abandonados pelo Brasil: são 30 milhões (!), segundo dados da Organização Mundial da Saúde: 20 milhões de cães sem donos pelas ruas e abrigos e 10 milhões de gatos na mesma situação.

Mas será que é mesmo preciso pagar para se apaixonar por um bicho de estimação, levá-lo para casa e dar-lhe amor? Além de receber amor?

O pessoal da Associação Quatro Patinhas acredita que não. Por isso, realizou campanha em parceria com um pet shop paulistano, para “tirar a prova” com seus clientes. Assim, substituiu todos os cachorros em suas vitrines por cães abandonados (cuidados pela ONG), como se estivessem à venda. Dessa forma, acreditavam os organizadores, os bichos despertariam o interesse e o desejo de compra, como qualquer outro cachorro de criação.

Sem saber do experimento – que foi filmado –, potenciais compradores (crianças e adultos), entravam na loja e se encantavam com os filhotes, “namoravam” as fofuras pelo vidro e, sem desconfiar de nada, iam logo perguntando o preço. Ao ouvir que eram “de graça”, que estavam ali para adoção, o encanto por eles só aumentava! É o que você vê no vídeo abaixo.



Gostou? Agora, que tal se engajar em campanhas de conscientização e ajudar a tirar cachorros abandonados das ruas? Procure uma ONG bacanas para se informar.

comments powered by Disqus
Tags: