Notícias
espeleologia

Brasil tem mais de 10 mil cavernas conhecidas

Marina Franco - Planeta Sustentável - 06/02/2012

O Cecav - Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas, que é vinculado ao ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, divulgou relatório no qual aponta que o Brasil ultrapassou a marca de 10 mil cavernas conhecidas. Ao todo são 10.134 cavidades registradas.

O bioma que mais concentra cavernas - que são protegidas pela Política Nacional do Meio Ambiente - é o Cerrado, o que atrai a presença de empresas, profissionais contratados e grupos de espeleologia - estudo de cavernas naturais -, além da própria equipe técnica do Cecav, com o objetivo de realizar pesquisas. O espeleoturismo também é um potencial na região, principalmente nas cidades Bonito/MS, Bodoquena/MS, Mambaí/GO, São Domingos/GO e Nobres/MT. No Cerrado o número de cavernas é maior do que todos os outros biomas somados.

Em relação aos estados, Minas Gerais e Pará concentram mais de 50% das cavernas cadastradas, sendo que nos dois lugares elas apresentam grande potencial para a mineração. Os dados das áreas cársticas desses estados é publicado pelo Cecav em seu site*. A maioria das cavernas está protegida em unidades de uso sustentável, principalmente em florestas nacionais, que abrangem 1.050 das cavidades. Muitas delas estão na Floresta Nacional de Carajás, que cobre a Serra dos Carajás, no Pará.

A construção do banco de dados do Cecav usou diferentes fontes de informação, como citação de cavernas prospectadas em relatórios e estudos ou registro de unidades em cadastros como o CNC - Cadastro Nacional de Carvernas ou o da SBE - Sociedade Brasileira de Espeleologia. De acordo com essa base, 3.750 cavidades passaram a ser conhecidas por conta de levantamentos realizados para licenciamentos ambientais. O cadastro das cavernas permite a definição, implementação e avaliação da efetividade de políticas públicas para sua proteção. Uma delas é o Programa Nacional de Proteção do Patrimônio Espeleológico, que tem meta de criar 30 unidades de conservação para a proteção das cavernas.

De acordo com o Cecav, no entanto, ainda é preciso realizar diversas expedições de prospecção para a coleta de dados mais completa. Também há a necessidade de adoção de métodos e técnicas de coletas padronizadas universalmente. Segundo a instituição, grande parte das cavernas brasileiras ainda é desconhecida. 

*Cecav

comments powered by Disqus