Notícias
combate ao fumo

Brasil recebe prêmio internacional por controle de tabagismo

Marina Maciel - Planeta Sustentável - 19/03/2015

[img1][box-leia]Em reconhecimento às políticas públicas e ao monitoramento do tabagismo realizados no País, a Bloomberg Philanthropies entregou o "Prêmio Bloomberg para o Controle Global do Tabaco" ao ministro da saúde Arthur Chioro ontem (18). A premiação ocorreu durante a 16ª Conferência Mundial Sobre Tabaco ou Saúde, realizada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

A instituição, que é parceira da Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda apontou o Brasil como modelo a ser seguido por outras nações que também atuam nessa área. "É inquestionável o impacto danoso do cigarro à saúde. E o Brasil, graças à politicas que têm sido implementadas nos últimos anos, conseguiu efeitos importantes", ressaltou Chioro, em discurso.

O ministro destacou também os quatro pilares da ação brasileira antifumo:
- a elevação progressiva do preço do cigarro, o que leva à redução de consumo;
- a proibição de propaganda;
- a eliminação dos fumódromos, e
- um programa de atendimento gratuito no Sistema Único de Saúde (SUS), que conta com distribuição de medicamentos para quem deseja parar de fumar.

No País, o número de fumantes está em queda. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), lançada em dezembro de 2014 pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14,7% da população consome cigarros e produtos derivados do tabaco. O índice é 20,5% menor do que o registrado em 2008.

Todo ano, cerca de seis milhões de pessoas morrem no mundo por conta do tabagismo, considerado uma doença epidêmica pela OMS. Mas a situação pode piorar: o número de mortes pode subir para oito milhões em 2030 caso não sejam implantadas medidas para conter o avanço do fumo, segundo relatório de 2013 da OMS.

comments powered by Disqus
Tags: