Notícias
preservação

Brasil investe pouco por hectare de floresta

Marina Franco - Planeta Sustentável - 22/06/2011

O PNUMA - Programa da ONU para o Meio Ambiente divulgou nesse mês um estudo que compara nove países e aponta que o Brasil é o que menos investe na preservação de cada hectare de floresta. Chamado Contribuição das unidades de conservação para a economia nacional, o estudo foi coordenado pelo seu Centro para o Monitoramento da Conservação Mundial e realizado em parceria com o IPEA - Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas, a UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com o relatório, o Brasil desembolsa, em média, R$ 4,43 por cada hectare de suas unidades de conservação. Na Argentina o índice é cinco vezes maior (R$ 21,37), no México, nove vezes (R$ 39,71) e, na África do Sul, 15 vezes (R$ 67,09).

Comparado com países desenvolvidos, a disparidade é ainda maior. Da lista de nove países, o que mais investe em conservação ambiental por hectare são os Estados Unidos. O país paga 35 vezes mais que o Brasil: R$156,12. A Nova Zelândia gasta R$ 110,39. Também fazem parte da lista países com grande parte de seus territórios ocupados por parques naturais e de índices sociais semelhantes aos brasileiros.

O estudo também aponta quanto o Brasil poderá ganhar caso o governo amplie os investimentos no setor: R$ 5,77 bilhões ao ano. Esse valor viria de produtos florestais - como a castanha-do-pará ou a madeira de áreas de extração controlada - do turismo, do estoque de carbono conservado, da água e de receitas tributárias, baseada no modelo de ICMS Ecológico adotado por alguns Estados. Para aumentar o lucro, estima-se que os investimentos nas reservas federais deveriam subir dos atuais R$ 300 milhões por ano para R$ 550 milhões por ano.

O número de funcionários por hectare protegido também foi levantado. No Brasil, existe um funcionário por 18.600 hectares protegidos. No Canadá, uma pessoa é responsável por área de 5.257 hectares. Na Argentina, a proporção é de um funcionário para 2.400 há, nos Estados Unidos um para 2.125 há e na África do Sul, um para 1.176 ha.

comments powered by Disqus