Notícias
Divulgação
prêmio 'mico'

Brasil ganha Fóssil do dia na COP17

Marina Franco - Planeta Sustentável - 02/12/2011

Apesar da fama de liderar algumas nas negociações internacionais sobre o clima, o Brasil ganhou hoje, na COP17 - 17ª Conferência das Partes da Convenção de Mudanças Climáticas da ONU, o Prêmio Fóssil do Dia, concedido pela rede internacional de ONGs Can - The Climate Action Network* a nações que de alguma forma atrapalham as discussões para a redução global de gases do efeito estufa.

O Brasil ganhou o "prêmio" por conta da declaração da Ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira de que as alterações no Código Florestal ajudarão o país a diminuir suas emissões de poluentes. "Se a nova lei de florestas do Brasil for aprovada como está na proposta, será um desastre para as florestas brasileiras, para o clima, para a população indígena, para a preservação da biodiversidade e para os serviços ambientais de valor inestimável", disse o apresentador do prêmio, no centro de convenções de Durban, na África do Sul.

Os ativistas da CAN lembraram que o primeiro lugar do Fóssil do Dia foi concedido ao mesmo país que sediou a Rio 92, que deu origem à Convenção do Clima, e que receberá a Rio+20 no ano que vem. Também lamentaram que enquanto há urgência nas negociações em Durban para um acordo do clima global, "alguns países são capazes de demonstrar um nível de cinismo e desprezo quanto às consequências de seus atos, que nos deixam aturdidos".

Eles também convocaram a ministra, que adiou sua viagem a Durban por conta das negociações do Código no Senado, a ir à África receber o prêmio e explicar para o mundo como o desmate de árvores reduziria as emissões de gases do efeito estufa.

O segundo e o terceiro lugares do Fóssil do Dia foram, respectivamente:
Nova Zelândia, por propor mecanismos flexíveis para ganhar crédito de redução de suas emissões e
- Canadá, por conta de declarações do Ministro do Ambiente canadense, Peter Kent, de que os prêmios fósseis anteriores foram atribuídos ao país por desinformação e motivos ideológicos.

*CAN 

Leia também:
4 coisas que você precisa saber sobre a COP17 
Brasil é sexto maior emissor de gases poluentes do mundo

comments powered by Disqus