Notícias
emissões brasileiras

BNDES começa a financiar tecnologias limpas

Vanessa Daraya - INFO Online - 15/02/2012

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) lançou na segunda-feira (14) uma linha de 200 milhões de reais para projetos cujo objetivo esteja relacionado a reduzir emissões de gás carbônico na atmosfera.

O dinheiro faz parte do Fundo Clima, iniciativa do Ministério do Meio Ambiente. A ideia é cumprir uma meta de redução das emissões brasileiras em 39% até 2020.

O fundo Clima foi criado em 2009, com previsão de uma verba de 800 milhões de reais por ano. No entanto, por problemas burocráticos entre o Ministério e o BNDES, o dinheiro só foi repassado ao banco no final do ano passado. Agora, Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente, diz que até 2014 os recursos do Fundo Clima chegarão há 1 bilhão de reais.

Os recursos estão divididos em duas modalidades. A primeira delas é não reembolsável, sob gestão direta do Ministério do Meio Ambiente e em vigor desde o ano passado. Já a segunda modalidade é reembolsável. Ela será operada pelo BNDES e está disponível a partir de agora. Para 2012, o orçamento da parcela reembolsável é de 360 milhões de reais e de 30 milhões de reais para a parcela não reembolsável.

O fundo terá seis linhas de financiamento. São elas: eficiência em transporte, energia renovável, combate à desertificação, melhorias na produção de carvão vegetal, aproveitamento energético do lixo, além de eficiência energética em máquinas e equipamentos. Já os juros variam de 2,5% a 7% ao ano.

Entre as prioridades do fundo está o desenvolvimento de equipamentos de energia de ondas e marés. Empresas interessadas em desenvolver tecnologias de energia limpa também poderão contar com o crédito do banco. Os prazos de financiamento chegam há 25 anos.

comments powered by Disqus