Notícias
energia limpa

Bateria portátil para celular transforma movimentos do corpo em energia

Lucas Agrela - INFO Online - 24/10/2014

[img1][box-leia]Uma bateria portátil para celular é capaz de transformar movimentos do seu corpo em energia. Chamada de Ampy, a tecnologia foi criada por uma startup de Chicago, nos Estados Unidos, e financiada por investidores de diversos pontos do mundo no Kickstarter. A empresa atingiu sua meta de 100 mil dólares em 11 de outubro, três dias depois do anúncio do projeto. Nesta quarta-feira (22/10), a arrecadação chegou a 200 mil dólares. Ainda faltam 18 dias para o fim da campanha.

O produto pode transformar uma hora de corrida, 30 minutos de ciclismo ou uma longa caminhada de 10 mil passos em energia elétrica suficiente para 3 horas de uso para seu smartphone. Esses exercícios também podem servir para dar carga de 24 horas em um smartwatch e de até 72 horas em uma pulseira inteligente.

A unidade do Ampy é vendida atualmente por 85 dólares, 210 reais em conversão direta. Quando chegar ao mercado, o que deve acontecer em junho de 2015, o preço será de 95 dólares, 235 reais. O gadget é pequeno e precisa estar sempre com você, seja no seu braço, na sua cintura ou no seu bolso. A empresa promoveu recentemente uma ação de divulgação do Ampy com três atletas que disputaram a maratona de Chicago. No total, foram 8.600 calorias queimadas e mais de 40 horas de bateria geradas para seus celulares.

A conversão da energia cinética (do movimento) para elétrica é parecida com aquela usada em lanternas que precisavam ser apertadas algumas vezes para funcionar. Outro exemplo são dínamos de bicicletas.

Veja o vídeo de divulgação da Ampy a seguir.


A startup Ampy foi fundada por três estudantes de Ph.D em engenharia na Northwestern University, que desenvolveram o produto ao longo do último ano. Com capital vindo de competições de negócios, a empresa colocou mil unidades do Ampy nas ruas. A campanha no Kickstarter foi uma iniciativa para encontrar um investidor-anjo para dar longevidade à companhia.

O aplicativo do Ampy para smartphones mostram quantos passos o usuário deu, uma estimativa das calorias gastas durante o exercício, bem como quanta energia elétrica foi gerada.

[img2]

"Usar o Ampy pode diminuir a pegada de carbono do seu smartphone", segundo Tejas Shastry, fundador e CEO do Ampy.

[img3]

Projetos como esse, contudo, não são únicos. Há, por exemplo, tênis que transformam os movimentos dos pés. Os calçados seguem o mesmo princípio de conversão de energia cinética e foram criados em 2013 por um grupo de estudantes de engenharia da Universidade de Rice, em Houston. Outro caso, também do ano passado, foi um dispositivo chamado Ativ que tinha um conceito muito semelhante ao do Ampy. Projetado pelo designer Ben Azzam, da Universidade de Auburn, o produto ainda não chegou ao mercado.

comments powered by Disqus
Tags: