Notícias
solar impulse

Avião solar chega à segunda etapa de sua volta ao mundo

Redação - Veja.com - 12/03/2015

[img1][box-leia]O avião Solar Impulse II chegou na terça-feira, 10/3, à cidade indiana de Ahmedabad, na segunda etapa de sua volta ao mundo. Após cerca de 16 horas de voo, os pilotos suíços Borscheberg e Bertrand Piccard foram recebidos no aeroporto pelo embaixador da Suíça em Nova Délhi, Linus von Castelmur.

"Voei de Mascate, no sultanato de Omã, até Ahmedabad, na Índia. Aterrissei às 23h25 (horário local, 14h55 de Brasília) e podemos anunciar um recorde provisório de distância percorrida em um avião solar", declarou o piloto, o suíço André Borscheberg, na quarta-feira, 11/3, em seu site oficial.

Antes de seguir viagem, os pilotos participarão de vários eventos para fomentar a energia renovável e o desenvolvimento sustentável. Esta segunda etapa, de um total de doze, terminará no domingo, quando o Solar Impulse II partirá rumo ao Mianmar. Antes, a aeronave fará uma breve escala na cidade indiana de Benarés.

O projeto inclui duas viagens com duração de cinco ou seis dias cada, sem pausa, nos quais Borscheberg e Piccard, fundadores da iniciativa, tentarão atravessar os oceanos Atlântico e Pacífico.

AVIÃO SOLAR
No total, o avião percorrerá 35.000 quilômetros a uma velocidade entre 90 e 140 km/h. Dos cinco meses de viagem, apenas 25 dias serão de voo efetivo e a aeronave voará a 8.500 metros de altitude no máximo.

O Solar Impulse II é o resultado de treze anos de investigação e trabalho dos pilotos suíços André Borschberg e Bertrand Piccard, que tiveram a ideia de voar com recurso da energia solar. A aeronave é alimentada por mais de 17 000 células solares embutidas nas suas asas, que medem 72 metros. A capacidade de realizar longos voos noturnos é graças às baterias altamente energéticas carregadas durante o dia e que sustentam o avião durante a ausência do sol.

O público pode acompanhar a missão, com imagens da cabine e do centro de controle em Mônaco, no site solarimpulse.com.

comments powered by Disqus
Tags: