Notícias
PRAIA LIMPA

Ativistas promovem ação de limpeza na Praia Vermelha, no RJ

Laís Semis - Planeta Sustentável - 26/05/2015

[img1][box-leia]Desde 2013, a cidade do Rio de Janeiro tem o Programa Lixo Zero - realizado pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana em parceria com a Guarda Municipal - que multa quem suja a cidade. O descarte incorreto de uma latinha em espaço público, por exemplo, custa R$ 170.

Ainda assim, andando pelas praias cariocas, é possível encontrar sacolas plásticas, latas, bitucas de cigarro, restos de alimentos e outros lixos que os visitantes deixam pelo local depois de curtir o sol. O cenário paradisíaco é manchado por lixo.

Buscando chamar atenção para esse problema, no dia 31/05, ativistas frequentadores da Praia Vermelha se reúnem para realizar mutirão de limpeza e promoção de ações de conscientização no evento Praia Limpa!.

Esta é a terceira edição do evento que os organizadores querem firmar como atividade periódica, já que entendem que o trabalho de conscientização não deve ser um ato isolado. Durante a 2ª edição do evento, no ano passado, foram recolhidos mais de 20 sacos de 50 litros de lixo.

A ação de coleta é uma iniciativa dos estudantes de Educação Física da Uerj em parceria com os grupos Rio Ocean Club, Fazemos a Diferença, Vem Nadar, Projeto Aruanã, Associação Brasileira do Lixo Marinho, Movimento Lixo Zero e Instituto Ecológico Aqualung.

A programação inclui limpeza da Praia Vermelha, conversas com trabalhadores das barracas locais (para que entendam como a limpeza - ou a falta dela - interfere nos negócios), exposição de fotos do lixo encontrado pela Orla e seus efeitos sobre a fauna e flora e debates para estimular e promover a preservação do meio ambiente.

SERVIÇO
Praia Limpa! Mutirão de limpeza da orla e conscientização
Data:
31/05, a partir das 9h
Local: Praia Vermelha, Rio de Janeiro, ao lado do Instituto Militar de Engenharia; do lado da subida do bondinho do Pão de Açúcar e no final da Avenida Pasteur.
Informações: 3ª edição Praia Limpa!

comments powered by Disqus
Tags: