Notícias
arpocalipse chinês

Arquitetos propõem parque bolha antipoluição para Pequim

Vanessa Barbosa - Exame.com - 26/02/2014

[img1]

[box-leia]Com níveis de poluição atmosférica extremamente nocivos à saúde humana, a China vem buscando formas de combater o seu "arpocalipse". Já mandou melhorar a qualidade do combustível, passou a limitar o número de carros que circulam nas ruas e incrementou os investimentos em energias renováveis. Indo muito além das soluções tradicionais, um escritório de arquitetura chinês defende um projeto, no mínimo, ousado.

Os arquitetos do estúdio Orproject propõem a construção de um parque fechado dentro da capital, Pequim, que garanta à população um ar seguro de se respirar. Chamado de Bubbles, o parque abrigaria um jardim botânico, com plantas de todos os cantos do mundo. A temperatura e umidade do ar seriam controladas ao longo do ano e garantiriam um bom clima interno.

Os prédios ao redor do parque, também ligados ao sistema de ar condicionado, poderiam abrigar apartamentos, escritórios e um complexo cultural e gastronômico. Além disso, seria possível abrir centros esportivos e médicos, segundo os arquitetos.

A geometria do sistema de bolha foi gerada utilizando um algoritmo que simula o desenvolvimento de veias em folhas ou asas de borboleta. O aquecimento e arrefecimento do ar seria feito através de um sistema de troca de calor com a terra e toda a energia elétrica consumida seria gerada por células solares integradas na superfície.

O sistema de cobertura proposto pode ser utilizado para delimitar um jardim botânico urbano, mas ele também se presta para muitas outras aplicações em várias escalas, ressaltam os arquitetos na página oficial do projeto.

Ele poderia ser usado para cobrir playgrounds ou pátios de escolas, isolar o átrio de um prédio comercial ou shopping center, ou ser usado para cobrir os jardins de um condomínio residencial.

Tags: