Notícias
arte engajada

Aquário Morto de Eduardo Srur incentiva limpeza das praias, em SP

Marina Maciel - Planeta Sustentável - 17/04/2014

[img1][box-leia]Se apenas pensar na poluição do mar já é triste e chocante, imagine vê-la representada com lixo retirado do oceano em um grande aquário. É exatamente isso o que os visitantes da exposição O Aquário Morto poderão ver até o dia 10/05, no Acqua Mundo, o maior aquário privado da América Latina, no Guarujá.

A criação é assinada pelo artista paulistano Eduardo Srur, reconhecido por aproximar a arte do grande público em intervenções urbanas, e idealizada pela agência Leo Burnett Tailor Made, com o apoio do Instituto Eco Faxina - que trabalha na coleta de resíduos nas áreas degradadas da Baixada Santista.

A sala principal do Acqua Mundo foi dividida ao meio especialmente para a mostra: de um lado, ficam as espécies marinhas; do outro, a exposição recria a imagem do fundo do mar repleto de lixo, com resíduos retirados das praias do Guarujá e de São Vicente.

Segundo relatório de 2012 da Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA), entre 57 mil e 135 mil animais marinhos são impactados todos os anos com a sujeira despejada pelo homem nos oceanos.

[img2]
Voluntários do Instituto Eco Faxina participam de coleta de lixo realizada em praia de São Paulo.

[img3]
O material utilizado na exposição O Aquário Morto foi recolhido nas praias de Itaquitanduva, em São Vicente, e Saco do Major, no Guarujá.

AQUÁRIO MORTO
Quando:
até 10/05
Horário: de segunda à sexta, das 10h às 18h, de sábados, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 10h às 20h
Local: Aquário Acqua Mundo
Endereço: Av. Miguel Estéfno, 2001, Enseada - Guarujá/SP
Ingressos: R$ 15,00 (idosos), R$ 20,00 (crianças de 2 a 12 anos) e R$ 30,00 (adultos)

comments powered by Disqus
Tags: