Notícias
Ibama/Divulgação Ibama apreende 4t de agrotóxicos para desmatamento
amazônia

Ibama apreende 4t de agrotóxicos para desmatamento

Débora Spitzcovsky - Planeta Sustentável - 28/06/2011

O Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis apreendeu nesta segunda-feira, 27 de junho, no município amazonense de Novo Aripuanã, cerca de quatro toneladas de agrotóxicos que, segundo o Serviço de Inteligência do orgão, seriam utilizados para desmatar, aproximadamente, três mil hectares de floresta Amazônica

Três tipos de substâncias tóxicas foram encontradas nos galões apreendidos - 2,4 D Amina 72, U46BR, Garlon 480 -, que seriam usadas para desfolhar as árvores e, assim, facilitar o desmatamento da área que, ao que tudo indica, seria utilizada para pasto. 

De acordo com o Ibama, a última vez que houve registros, no Estado do Amazonas, do uso de agrotóxicos para desmatamento - que, inclusive, pode causar sérios danos ambientais, como poluição dos lençóis freáticos, contaminação dos solos e perda da biodiversidade - foi em 1999, em uma área muito menor - cerca de 250 hectares - do que a que seria desmatada desta vez. 

O fazendeiro identificado pelo Ibama como responsável pela operação já havia sido multado outras vezes por conta de práticas de desmatamento em florestas nativas e foi indiciado novamente por crime ambiental. Desta vez, a multa poderá chegar a R$ 2 milhões. 

De acordo com o Ibama, a comercialização dos agrotóxicos apreendidos é permitida por Lei para matar ervas daninhas em plantações de arroz e milho, desde que haja um receituário, emitido por engenheiro agrônomo, autorizando a prática, o que não foi o caso da carga apreendida. 

Leia também:
Plantio de soja aumenta desmatamento na Amazônia

Desmatamento na Amazônia cresceu 72% em maio

comments powered by Disqus