Notícias
inclusão social

Adolescentes criam app para deficientes e ganham campeonato do Google

Paula Rothman - Info Online - 03/12/2014

[img1][box-leia]Com um comando de voz, o estudante Felipe Gonzalez, de 17 anos, marca em seu smartphone a lição de casa passada pelo professor. Em alguns segundos, a tarefa aparece escrita na tela e ele dá o próximo comando ao aparelho, pedindo que acesse o calendário de aulas do dia. "Primeira aula matemática, segunda aula português...", diz a voz robotizada do software. Essas são apenas algumas das funções disponíveis no aplicativo VisualSchool, criado pelo próprio Felipe e seus colegas Celso Barbieri, 16, Bianca Caravajo, 17, e Gabriel Tescarolo,16.

O VisualSchool foi pensado para ajudar estudantes com deficiência motora ou visual a executarem melhor suas tarefas no dia a dia da escola. Na terça-feira (2/12), o app foi o vencedor da Maratona de Aplicativos FIAP Google, evento que contou com mais de 100 inscritos de todos os estados do Brasil.

“O objetivo era aumentar o interesse dos estudantes pela área de programação. O desafio era desenvolver um aplicativo na área de educação que solucionasse problemas no país”, diz Camila Achutti, uma das organizadoras da Maratona.

Para isso, a FIAP, faculdade de tecnologia em São Paulo, disponibilizou em sua plataforma de vídeo-aulas um curso gratuito sobre App Inventor 2, plataforma criada pelo Google em parceria com o MIT, o Massachusetts Institute of Technology. Trata-se de um pacote de ferramentas simples que permitem que qualquer um, mesmo leigo em programação, construa um aplicativo. Ao todo, mais de 1.600 estudantes assistiram às aulas.

Após um mês de inscrições, apenas nove apps foram selecionados para a final que aconteceu no escritório do Google em São Paulo. Cada uma das equipes, formada por até 5 estudantes, teve um minuto para apresentar seu projeto. Ao final, a VisualSchool foi a vencedora e seus integrantes levaram como prêmio um smartphone Nexus 5, um notebook ChromeBook, um aparelho de streaming Chromecast e um FIAP Pass, passe para frequentar, gratuitamente, qualquer curso de graduação ou pós graduação da FIAP para o resto da vida.

“A ideia surgiu de uma conversa com a minha mãe, que é pedagoga, e mencionou a dificuldade de alunos com algum tipo de deficiência”, diz Felipe. Além de tarefas e aulas, o app tem áreas para cadastrar provas e nomes de professores. “Queremos colocar a versão beta nas lojas de aplicativos em breve. Nossa ideia é continuar desenvolvendo outras funcionalidades”, diz Celso.

comments powered by Disqus
Tags: