Notícias
atitude

Adolescente com câncer arrecada R$ 11,9 milhões para instituição

Redação - VEJA.com - 02/06/2014

[img1]

[box-leia]O britânico Stephen Sutton, de 19 anos, morreu no último mês vítima de um câncer incurável, anunciou sua mãe no Facebook. Antes de falecer, o jovem comoveu o mundo com uma lista de 46 desejos que gostaria de cumprir antes de morrer. Entre alguns objetivos perfeitamente compreensíveis para um adolescente, como fazer uma tatuagem, pular de paraquedas e tocar bateria para uma multidão, havia um desejo muito nobre: arrecadar 10.000 libras (R$ 37 mil) para a instituição Teenage Cancer Trust, um fundo de apoio para adolescentes com câncer. Sutton arrecadou o equivalente a R$ 11,9 milhões.

Em 2010, o jovem, então com 15 anos, foi diagnosticado com um tipo raro de câncer. Depois de algumas operações, tratamentos e muitos exames, ele soube em novembro de 2012 que não lhe restava muito tempo de vida. Foi aí que surgiu a ideia de fazer uma lista de desejos a serem cumpridos. Em sua página pessoal, ele detalhava como conseguia cumprir suas 46 metas - ele não conseguiu vir pular o Carnaval no Brasil, um dos objetivos. A página também era o canal utilizado para angariar fundos para a Teenage Cancer Trust.

Pouco após inaugurar seu website, Sutton escreveu que não gostava que as pessoas dissessem que ele estava "morrendo por causa do câncer". "Eu estou vivendo com o câncer", escreveu. Sua determinação em encarar uma doença terminal e seu bom humor conquistaram admiradores de todo o mundo, que passaram a contribuir com doações em seu site. Muitos admiradores também o ajudaram a cumprir seus desejos. Assim, ele conseguiu abraçar um elefante e tocar bateria durante um show no estádio de Wembley, por exemplo.

Em maio, Stephen Sutton passou mal e foi internado com dificuldades respiratórias. Com sua coragem habitual, o último post que ele escreveu em seu perfil no Facebook foi: "Dedos cruzados, o problema será resolvido e que eu vou sair do hospital em breve. Eu vou mantê-los atualizados com tudo como eu estou indo". Poucos dias depois, sua família informou por meio da rede social que sua dificuldade em respirar foi causada pelo crescimento de tumores que bloqueiam as vias aéreas e que ele não era mais capaz de se comunicar.

Um dia depois, sua mãe postou: "Meu coração está explodindo de orgulho, mas dilacerado pela dor. Meu corajoso e altruísta filho faleceu pacificamente em seu sono nas primeiras horas desta manhã de quarta-feira (14/5)". O dinheiro que Stephen Sutton arrecadou será doado para a instituição de caridade que o ajudou em cada cirurgia e cada rodada de radioterapia e quimioterapia que ele sofreu durante quase quatro anos lutando contra a doença.

Tags: