Notícias
#Ficaadica

6 mitos sobre a poluição do ar

Raquel Sodré - Superinteressante - 06/07/2015

[img1] Junto com a água, a poluição do ar é uma das maiores preocupações das últimas décadas. A consciência ambiental do brasileiro já aumentou muito, mas ainda há alguns pontos que geram dúvidas quando falamos em poluição do ar. O principal deles talvez seja o tal "mas e o que eu posso fazer pra mudar isso?" Se você tem essa e outras dúvidas sobre poluição, veja nossa Superlista de hoje, com 6 mitos sobre o assunto:

1. A poluição do ar só nos afeta quando estamos na rua
Quando os níveis de poluição estão altos na rua, eles podem ficar altos também dentro de casa (ou do trabalho). As pessoas, de uma forma geral, passam cerca de 90% de seu tempo em ambientes fechados. Nem por isso, elas devem deixar de se preocupar com a qualidade do ar na cidade.

2. Você só terá problemas se ficar exposto à poluição durante muito tempo
Não há um período seguro para a exposição a poluentes, pois isso depende também da quantidade de poluição a que o organismo é exposto. É possível ter problemas de saúde por causa da exposição a partículas poluentes de períodos longos, como um ano, a períodos muito curtos, como de 1 a 24 horas.

3. Poluição só é nociva para quem tem problemas respiratórios
Todo mundo pode ser afetado pela poluição do ar, incluindo pessoas com doença cardíaca, adultos e crianças. Se a qualidade do ar estiver classificada como ruim, esses riscos são ainda maiores e podem ter alvos mais abrangentes.

4. A poluição está no ar e eu não posso fazer nada para me proteger
Se, por um lado, é verdade que a poluição chega também aos ambientes internos, também é verdade que ela é maior na rua. Assim, você pode usar os indicadores de qualidade do ar para controlar as suas atividades ao ar livre. Em dias de qualidade ruim, prefira ficar mais em casa ou no escritório.

5. Se eu não ando de carro, eu não contribuo para a poluição do ar
Vários aparelhos que todos nós usamos no nosso dia a dia contribuem para a poluição do ar. Um laptop, por exemplo. emite 12 gramas de poluentes por hora ligado, enquanto uma TV de LCD produzi 88 gramas. A sua calça jeans jogou 6 kg de gás carbônico na atmosfera para ser produzida, e seus sapatos (um par só!) jogou 11,5 kg. Por isso é tão importante reduzir o consumo.

6. Lidar com a poluição é coisa para os governos e as autoridades internacionais
Vamos confessar: essa é uma posição muito cômoda. Mas está longe de ser verdade. Você pode adotar medidas simples para contribuir com uma menor geração de agentes poluentes. Para começar com o óbvio, trocar o carro pelo transporte coletivo – pelo menos algumas vezes na semana, mas quanto mais, melhor -, pela bicicleta ou por caminhadas são uma enorme ajuda. Além disso, o consumo consciente também é uma grande atitude. Pense bem antes de comprar: será mesmo que você precisa de mais uma calça jeans, ou de mais um par de tênis? Se a resposta for “não”, abdique em nome de um ambiente mais saudável (até para você mesmo). Outra coisa que está ao seu alcance é plantar árvores e mudas de plantas. Sim, elas ajudam mesmo: uma árvore plantada neutraliza a emissão de poluentes da produção de sete livros; cinco mudas de árvores absorvem gás carbônico equivalente à produção de três pares de sapatos; e 30 árvores compensam o uso de um laptop ligado direto por dois anos. Então, invista no seu jardim, plante mudas em um sítio. Até vasinho de tempero está valendo!

comments powered by Disqus