Notícias
pesquisa

57% das empresas integram sustentabilidade

Marina Franco - Planeta Sustentável - 05/12/2011

Pesquisa realizada pela Amcham - Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos* indica que mais da metade das empresas brasileiras (57%) incorpora de forma abrangente a sustentabilidade às suas operações. O estudo ouviu, em novembro, 76 executivos de empresas associadas à Câmara, de diversos tamanhos e setores de atuação.

Para 20% delas, o tema se tornou um driver essencial, tanto que gerou o desenvolvimento de novos produtos e serviços, além de ter modificado de forma significativa seu negócio. Para essas companhias, a sustentabilidade não está apenas nas estratégias, mas também nos valores e na cultura organizacional. As outras empresas, que representam 37%, buscam integrar o conceito aos principais processos de negócios e têm políticas e práticas de sustentabilidade.

As demais companhias (43%) consideram o tema relevante, mas ainda não o integram totalmente aos negócios. Eis algumas estatísticas sobre este grupo:
- 17% analisam a possibilidade de implementar projetos nessa área;
- 14% desenvolvem ações sociais e ambientais, mesmo que de forma isolada, com foco em comunidades e
- 12% realizam iniciativas sustentáveis não integradas ao negócio, porém declaram sentir a necessidade dessa integração.

Além disso, para 87% das empresas consultadas os conceitos de sustentabilidade inseridos na gestão trazem resultados positivos, como melhoria da imagem da empresa (32%); avanços em termos de capital humano e aprendizado organizacional (26%); aperfeiçoamento da gestão (18%); minimização dos riscos (7%); aumento nas vendas e margens (4%) e redução de custos (3%).

Sobre as áreas em que as companhias desenvolvem ações pela sustentabilidade econômica, social e ambiental, foram citadas: políticas para reduzir impacto das atividades no meio ambiente (18%); ética corporativa (17%); incorporação no sistema de gestão (10%); preocupação com clientes e consumidores (10%); governança corporativa (9%); elaboração de relatórios sociais ou de sustentabilidade (8%); ênfase no público interno (7%); programas de voluntariado (6%); incorporação do tema pela rede de fornecedores (4%); relações éticas com as esferas do poder público (3%) e investimentos sociais privados (3%).

A pesquisa ainda levantou dados sobre as medidas adotadas para monitorar a sustentabilidade. Destacam-se:
- redução do consumo de energia (eficiência energética, com 28%);
- diminuição do consumo de água (24%);
- redução das emissões de gases de efeito estufa (19%);
- menor produção de dejetos (14%);
- aumento da cobertura florestal (3%) e
- ampliação do número de patentes de tecnologias verdes (1%).

*Amcham

comments powered by Disqus