Notícias

16% das espécies de manguezais estão em extinção

Natália Mello - - 14/04/2010

Mais de uma em cada seis espécies de manguezais do mundo correm risco de extinção, devido, principalmente, à urbanização das áreas costeiras. O diagnóstico é de um estudo realizado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), a maior e mais antiga organização ambiental do mundo, em conjunto com a Conservação Internacional (IC), órgão sediado nos Estados Unidos e com atuação em 40 países. 

De acordo com a pesquisa, 11 das 70 espécies analisadas entraram para a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN. As regiões mais críticas do planeta são as costas Atlântica e Pacífica da América Central, onde 40% das espécies da flora e da fauna de manguezais estão em extinção. 

“Esse é um sintoma da destruição e exploração generalizada das florestas de mangue,” afirma a pesquisadora Beth Polidoro, autora do estudo. “Os manguezais formam um dos mais importantes habitats tropicais, que mantêm diversas formas de vida, e sua perda pode afetar amplamente a biodiversidade marinha e terrestre”, completa. 

Formados pelo encontro da água do mar com a costa, em regiões de clima tropical, os manguezais são berçário de inúmeros tipos de peixes e de outros animais. Por isso, têm uma importância fundamental para as comunidades pesqueiras. “Esses ecossistemas não são apenas um componente vital nos esforços contra as mudanças climáticas, mas também protegem algumas das populações mais vulneráveis do planeta de climas extremos, funcionando como fontes de comida e renda”, diz Greg Stone, vice-presidente do Programa Marinho da Conservação Internacional.

* IUCN
* IC

comments powered by Disqus

Clique e faça o download

Material de etiqueta

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta