Notícias
Profissões

10 carreiras para quem se interessa por sustentabilidade

Claudia Gasparini - Exame - 29/05/2015

[img1][box-leia]Foi-se o tempo em que sustentabilidade era apenas um tema para discursos vazios e demagógicos.

Nos últimos anos, diz a consultora Juliana Pereira, da Catho, a cobrança por responsabilidade social e ambiental se tornou muito mais concreta - e, no limite, até ameaçadora para o sucesso de uma empresa.

Para atender às exigências de uma sociedade cada vez mais crítica, tem crescido a demanda por profissionais capazes de pesquisar, implementar e atestar práticas sustentáveis.

O leque de carreiras possíveis na área é amplo: vai de biologia a arquitetura, passando por engenharia, logística e até design.

Segundo Juliana, quem sonha em trabalhar na área deve ter, acima de tudo, um perfil empreendedor.

"O profissional precisa enxergar a sustentabilidade como parte de um negócio, isto é, integrar políticas de responsabilidade social e ambiental ao cotidiano das empresas, sem perder de vista o retorno financeiro", afirma a consultora.

BIÓLOGO
O que faz? A missão do biólogo é estudar ecossistemas e seres vivos para gerenciar o impacto do homem sobre a vida dessas espécies e ambientes.

Por que a profissão vale a pena? Segundo Beatriz Pacheco, sócia-fundadora da Plongê, quem opta pela carreira tem a chance de compreender o ritmo e os limites da natureza e sugerir adaptações dos métodos produtivos a eles. Por isso, seu papel é único. "Trata-se de uma profissão essencial para a perpetuação da espécie humana no planeta", diz ela.

ENGENHEIRO AMBIENTAL
O que faz? Estuda o impacto ambiental de uma operação, bem como as oportunidades de minimizá-lo. Entre muitas outras funções possíveis estão o planejamento e a administração de estações de tratamento de esgoto, redes de distribuição da água e descarte do lixo.

Por que a profissão vale a pena? De acordo com um estudo da consultoria Kelly Services, a profissão está relativamente em baixa, se comparada a outras engenharias neste ano. Ainda assim, a carreira segue ganhando espaço na iniciativa privada, ao longo dos anos. "Cada vez mais empresas buscam esses profissionais, pois estão sendo forçadas a reduzir a geração de resíduos e o consumo de matérias-primas", explica Beatriz Pacheco, da Plongê.

ENGENHEIRO QUÍMICO
O que faz? O leque profissional do engenheiro químico é bastante vasto. Na área de sustentabilidade, ele pode atuar no desenvolvimento do sistema de tratamento de gases e líquidos, na supervisão da produção de medicamentos ou no planejamento da construção de usina de mineração, por exemplo. De forma resumida, ele pode definir normas e métodos de preservação ambiental na cadeia produtiva de uma empresa.

Por que a profissão vale a pena? De acordo com Juliana Pereira, da Catho, o mercado de trabalho é bastante receptivo a profissionais da área especializados em sustentabilidade. "Há um grande interesse das indústrias em reaproveitar matérias-primas, para obter mais eficiência e, ao mesmo tempo, eliminar a poluição", explica ela.

ENGENHEIRO AGRÔNOMO OU FLORESTAL
O que faz? Entre outros papéis, o escopo desses profissionais inclui a recuperação de áreas degradadas, a orientação da produção agropecuária e o planejamento da aplicação de recursos naturais de forma sustentável.

Por que a profissão vale a pena? Segundo Beatriz Pacheco, sócia da Plongê, está cada vez mais evidente que o atual modelo econômico global só é viável com base numa exploração sustentável dos recursos naturais. Nesse contexto, é natural que ganhem visibilidade profissionais capazes de recuperar recursos florestais e garantir a sustentabilidade da produção agrária.

LEED AP (LEED ACCREDITED PROFESSIONAL)
O que faz? Desenvolve projetos de edificações candidatas à certificação ambiental LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Reconhecido internacionalmente, o documento valida as construções "verdes".

Por que a profissão vale a pena? Pessoas que já aderiram à carreira são raríssimas: no Brasil, há apenas 128. A escassez de mão de obra, aliada à explosão de empreendimentos com selo LEED no país nos últimos anos, torna o mercado promissor, na opinião de Vanessa Siqueira, do escritório Norte Arquitetura. Outro estímulo para a área, disse ela a EXAME.com, é o incremento de políticas públicas e leis de incentivo fiscal para construções sustentáveis.

DESIGNER DE PRODUTOS SUSTENTÁVEIS
O que faz? Desenvolve produtos ecoeficientes, isto é, com o mínimo impacto ambiental possível.

Por que a profissão vale a pena? Segundo Beatriz, da Plongé, cada vez mais empresas estão sendo desafiadas as diminuir o seu impacto ambiental, repensando seu uso de matérias-primas e geração de resíduos. Designers de bens cuja produção, distribuição e descarte sejam sustentáveis são essenciais nesse processo.

COORDENADOR OU GERENTE DE SUSTENTABILIDADE
O que faz? É responsável pela gestão e planejamento de atividades corporativas ligadas ao âmbito social e ambiental da empresa. Suas atividades incluem adaptação de sistemas de gestão, auditorias, avaliação de fornecedores, bem como estabelecimento de indicadores e relatórios de sustentabilidade, como o GRI. "Ele garante a responsabilidade da empresa com o ambiente e comunidade no seu entorno", explica Diego Mariz, gerente executivo da Michael Page.

Por que a profissão vale a pena? Em épocas de crise, as empresas aumentam os investimentos em qualquer atividade ligada a redução de risco da operação. Por isso, diz Mariz, esse profissional segue em alta no Brasil, apesar da desaceleração da economia. Outro fator por trás do aquecimento do mercado são legislações cada vez mais "apertadas" e exigentes quando o assunto é meio ambiente e responsabilidade social.

GESTOR DA CADEIA DE FORNECEDORES
O que faz? Garante a adequação da cadeia de fornecedores em temas como condições de trabalho, governança e impacto ambiental.

Por que a profissão vale a pena? O mapeamento e monitoramento de riscos e oportunidades socioambientais na cadeia se transformou numa questão relevante nos últimos anos, segundo Beatriz Pacheco, da Plongê. "A reputação de uma empresa pode ser muito comprometida por uma prática inadequada de um fornecedor, a exemplo do que aconteceu com várias redes de varejo recentemente", afirma.

DIRETOR DE NEGÓCIOS SOCIAIS
O que faz? Lidera negócios especializados em produtos ou serviços que promovam o desenvolvimento sustentável.

Por que a profissão vale a pena? De acordo com Beatriz Pacheco, sócia-diretora da Plongê, muitos empresários e fundos de investimento têm direcionado recursos financeiros para criar soluções inovadoras para os desafios sociais e ambientais. Por essa razão, criar e gerir empresas cuja principal entrega é a sustentabilidade pode ser um caminho com futuro.

COORDENADOR DE INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO
O que faz? Coordena a aplicação dos recursos de uma empresa em uma questão relevante para a comunidade em que atua.

Por que a profissão vale a pena? Praticar filantropia, pura e simplesmente, tornou-se uma questão ultrapassada para as empresas mais modernas, segundo Beatriz. "Hoje, está em evidência um profissional que ajude a organização a trazer resultados e impactos de fato para a sociedade", explica ela.

comments powered by Disqus
Tags: