desenvolvimento

eventos extremos

Represas evidenciam que é preciso ter pressa

O desfecho desastroso dos eventos extremos poderia perfeitamente ser evitado. Basta o poder público dar-se conta da inevitabilidade das chuvas volumosas, de sua intensidade progressiva e da necessidade urgentíssima de rever padrões de construção e mapear todas as áreas de risco

Washington Novaes* - O Estado de S.Paulo - 11/02/2011


comments powered by Disqus