desenvolvimento

ENTREVISTA

Gregg Easterbrook e o paradoxo do progresso

Nunca o ser humano viveu tantos anos, viajou longas distâncias em tão pouco tempo ou desfrutou de remédios, ar-condicionado e alimentos de boa qualidade quanto nos dias de hoje. Mesmo assim, há quem não pare de reclamar. É o que argumenta o escritor americano Gregg Easterbrook, em seu livro O Paradoxo do Progresso

Tania Menai, de Nova York - Edição: Mônica Nunes - Planeta Sustentável – 04/05/2010


comments powered by Disqus