ambiente
Flickr Commons

ciência e literatura

Mia Couto: errar é biológico

"Sou escritor e cientista", costuma dizer o mais famoso literato africano contemporâneo, o moçambicano Mia Couto, de 55 anos, também dono de longo currículo como biólogo. Formado pela Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, capital de seu país, Mia divide-se entre a biologia e os livros. Seu romance Terra Sonâmbula, escrito em 1992 e lançado no Brasil pela Companhia das Letras, é uma das referências da moderna literatura africana. Suas obras já foram traduzidas para seis idiomas e publicadas em mais de 20 países

João Correia Filho - Revista National Geographic Brasil - 05/2011


comments powered by Disqus