Glossário

MDL, GRI, IPCC, IDH. Aprender o significado dessas siglas - que cada vez mais ganham espaço nos noticiários e nas discussões cotidianas - é uma forma de entender os movimentos e avanços que levam à construção de um Planeta Sustentável.Descubra o que significam esses e outros termos, navegando no menu abaixo.

próxima >

Aborígene

Indica que uma pessoa, planta ou animal é nativo de um determinado local ou região.

Ação social

É qualquer atividade realizada pelas empresas para atender às comunidades em suas diversas formas em áreas como assistência social, alimentação, saúde, educação, cultura, meio ambiente e desenvolvimento comunitário. Abrange desde pequenas doações a pessoas ou instituições até ações estruturadas, com uso planejado e monitorado de recursos, seja pela própria empresa, por fundações e institutos de origem empresarial, ou por indivíduos especialmente contratados para a atividade.

Acidificação das águas

Aumento do índice de CO2 absorvido pelas águas como conseqüência da produção desenfreada do gás de efeito estufa. Hoje os oceanos absorvem uma quantidade de CO2 dez vezes maior do que há 100 anos.

Acidificação do oceano

Redução do pH da água do mar devido à elevação de dióxido de carbono emitido pelo ser humano.

Acordo de Copenhague

Documento, sem valor legal, resultante da COP15 sobre Mudanças Climáticas, que aconteceu em 2009 na cidade dinamarquesa de Copenhague.

O acordo, que prevê que os países assumam metas voluntárias para cortar ou limitar suas emissões de CO2 até 2020, foi apresentado aos 193 países-membros da ONU que participaram da Conferência e assinado por mais de 70 nações - entre elas, Brasil.

Entre os principais pontos do Acordo de Copenhague estão:
- a enfatização do princípio de responsabilidade comum, mas diferenciada, reforçando a necessidade de que todos os países devem participar do combate às mudanças climáticas;
- a necessidade de limitar o aumento da temperatura global a 2ºC acima dos níveis pré-industriais;
- o repasse financeiro de US$ 100 bilhões, por ano, até 2020 para ajudar nações pobres a lidar com os impactos da mudança climática e
- a criação do Fundo Verde para o Clima, para financiar projetos em países em desenvolvimento relacionados a ações de mitigação, adaptação, "construção de capacidade" e transferência de tecnologia.

Active Design (Design Ativo)

Movimento iniciado nos Estados Unidos, o Active Design (Design Ativo, em tradução livre) pretende promover hábitos saudáveis a partir da arquitetura - por meio do desenho de edifícios e áreas públicas das cidades - e de políticas públicas em planejamento, construção e saúde.

Ad-hoc

Expressão latina que significa "para isto" ou algo criado para a solução de um problema específico ou imediato.

Ad Hoc Group on the Berlin Mandate (AGBM)

Na primeira Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP1), em Berlim, ficou claro que os compromissos da Convenção não seriam suficientes para deter as alterações climáticas antrópicas. O AGBM surgiu para fazer novas propostas para que as metas da Convenção do Clima fossem atingidas. O resultado desse grupo de trabalho foi apresentado em 1997 no Japão sob o nome de Protocolo de Kyoto.

Fonte: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Adaptação

O termo se refere à iniciativa de adoção de medidas de adaptação quanto aos efeitos já presentes ou esperados das mudanças climáticas, que afetam principalmente populações vulneráveis. Isso significa o ajuste dos grupos de pessoas e dos sistemas naturais a essas alterações.

Adicionalidade

Consiste na redução de emissões de gases do efeito estufa ou no aumento de remoções de CO2 de forma adicional ao que ocorreria na ausência de tal atividade. É considerado um critério fundamental para que uma determinada atividade de projeto seja elegível ao MDL.

Fonte: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Ad-tivismo

Termo criado por Anita Roddick, fundadora da empresa de cosméticos The Body Shop para designar a comunicação engajada, mistura sutil de publicidade (advertising) e ativismo.

Fonte: A Empresa Verde, Elisabeth Laville, BEI Editora, 2009

Aerossóis

Amontoado de partículas sólidas, transportadas pelo ar e que permanecem na atmosfera durante várias horas. Sua origem pode ser natural ou antropogênica e influenciam o clima tanto direta quanto indiretamente. Na primeira, essas partículas ficam dispersas no ar e absorvem a radiação solar; e na segunda, agem como um núcleo de condensação para a formação de nuvens ou modificando a suas propriedades ópticas e de duração.

Agência Nacional de Águas (ANA)

Vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, é o órgão responsável pela execução e implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e pela implementação do Sistema Nacional de Recursos Hídricos, disciplinando a utilização dos rios, mediando conflitos e fiscalizando a utilização dos recursos hídricos no país, de forma a evitar a poluição e o desperdício para garantir a boa qualidade da água. 

Fonte: Cadernos de Educação Ambiental - Água para a Vida, Água para Todos (WWF-Brasil)

Agenda 21

Concebida durante a Rio-92 com a colaboração de 179 países, a Agenda 21 objetiva o desenvolvimento sustentável, priorizando o meio ambiente. O documento brasileiro foi elaborado com base na conservação ambiental, justiça social e crescimento econômico do país.

Agenda para Mudança

Documento apresentado pela Comissão Europeia em outubro de 2011, que discute a redução da pobreza mundial, os direitos humanos, a boa governança, o crescimento inclusivo e sustentável, entre outros temas, e busca coordenar a ação europeia nestas áreas.

Agente mutagênico

Alterações genéticas em organismos vivos causadas pó substância ou radiação, que podem ser transmitidas para gerações subseqüentes.

Agricultura de clima inteligente

Tipo de agricultura que busca transformar o setor agrícola em uma ferramenta de combate aos atuais problemas socioambientais.

Conceito criado pela ONU, a agricultura de clima inteligente propõe a adoção de medidas que potencializam a capacidade de plantações, pecuária, florestas e pesca contribuírem para:
- o combate às mudanças climáticas;
- a redução da fome e da pobreza;
- o aumento da captura e sequestro de carbono atmosférico e
- a queda das emissões de gases causadores do efeito estufa, entre outros.

Agricultura de coivara

Campo cultivado em um sistema agrícola de produção de cultivo itinerante ou de repouso rotatório.

Fonte: Ecoagricultura: Alimentação do mundo e biodiversidade. Jeffrey A. McNeely e Sara J. Scherr. Editora Senac. 2009

Agricultura familiar

A agricultura familiar consiste no cultivo da terra feito por pequenos proprietários rurais, com mão-de-obra essencialmente do núcleo familiar.

Diferentemente da agricultura patronal, no modelo familiar trabalho e gestão estão intimamente relacionados, a direção do processo produtivo é assegurada diretamente pelos proprietários, há ênfase na diversificação, na durabilidade dos recursos naturais, na qualidade de vida e no uso de insumos internos.

A Lei nº 11.326, de 24 de julho de 2006, considera agricultor familiar aquele que pratica atividades no meio rural, e que: - não detenha área maior do que quatro módulos fiscais; - utilize predominantemente mão-de-obra da própria família em suas atividades econômicas; - tenha renda familiar predominantemente originada das atividades econômicas de seu estabelecimento ou empreendimento, e - dirija o estabelecimento ou empreendimento com a família.

Agricultura patronal

A agricultura patronal consiste no cultivo da terra que utiliza trabalhadores contratados, fixos ou temporários, como mão-de-obra em médias ou grandes propriedades.

Diferentemente da agricultura familiar, no modelo patronal há completa separação entre gestão e trabalho, a organização é centralizada, há ênfase na especialização e em práticas agrícolas padronizáveis, há dependência dos insumos comprados e as tecnologias empregadas são voltadas principalmente à redução das necessidades de mão-de-obra.

Agricultura sustentável

Forma de produzir uma oferta estável de alimentos de maneira perpétua sem que os recursos naturais que suportam os processos de produção sejam degradados.

Fonte: Ecoagricultura: Alimentação do mundo e biodiversidade. Jeffrey A. McNeely e Sara J. Scherr. Editora Senac. 2009

Agrobiodiversidade

Termo abreviado para biodiversidade agrícola .

Fonte: Ecoagricultura: Alimentação do mundo e biodiversidade. Jeffrey A. McNeely e Sara J. Scherr. Editora Senac. 2009

Agroflorestamento

Sistema de uso da terra que combina intencionalmente a produção de culturas herbáceas, silvicultura e animais, simultânea ou sequencialmente, de modo a aproveitar ao máximo os recursos. O agroflorestamento engloba uma grande variedade de práticas, incluindo silvicultura intercalada com pastagens ou forragens, plantação de árvores em limites dos terrenos ou nos diques de irrigação , jardim florestal (Forest garden) ou pomar caseiro e sistemas de cultivo utilizando pousio florestal ou com vegetação arbustiva.

Fonte: Ecoagricultura: Alimentação do mundo e biodiversidade. Jeffrey A. McNeely e Sara J. Scherr. Editora Senac. 2009

Agropólo

Local onde a agropecuária e a agroindústria são predominantes, utilizando-se de práticas dos conhecimentos científicos e tecnológicos.

Agrossilvicultura

Integração da silvicultura com a agricultura e/ou pecuária. A técnica implica em um sistema de produção que envolve um componente arbóreo e outro de natureza agrícola ou animal, cujo objetivo é o aumento de produtividade e rentabilidade econômica. Esse sistema tem como vantagem a recuperação da fertilidade do solo, o fornecimento de adubos verdes e o controle de ervas daninhas.

Água

Recurso natural que cobre 77% da superfície do planeta, sendo apenas 2,5% doce. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso adequado à água. Embora seja suficiente para todos, há a dificuldade de distribuição, pois a população mundial não pára de crescer e a ação humana vem alterando drasticamente o sistema hídrico. O desmatamento e a impermeabilização do solo nos centros urbanos, por exemplo, quebram o ciclo natural de reposição da água, secando rios centenários.

Água azul

Volume de águas superficiais e subterrâneas consumidas como resultado da produção de um bem ou serviço.

Água cinza

Indicador de poluição de água doce que pode ser associado a um produto ao longo de sua cadeia de abastecimento global. É calculado como o volume de água necessário para diluir os poluentes de tal forma que a qualidade da água continue acima dos padrões de qualidade.

Água verde

Volume de água da chuva consumida durante a produção. É relevante principalmente para produtos agrícolas e florestais e se refere à perda de água da chuva de campos e plantações por transpiração, além da água incorporada ao produto colhido.

Água virtual

É a água utilizada no processo de produção dos bens e serviços que consumimos, como roupas e alimentos. A água virtual recebe este nome porque é invisível aos nossos olhos, uma vez que já adquirimos os produtos/serviços prontos e não nos damos conta da quantidade de água que é gasta para produzi-los.

Leia também:
A água que você não vê
Água virtual, gasto real
Água virtual: como fazer essa conta
Brasil é 10º exportador mundial de água virtual

Akatu

Organização não-governamental criada em 2000, dentro do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, quando os seus dirigentes perceberam que as empresas só aprofundariam, no longo prazo, suas práticas de Responsabilidade Social (RSE) na medida em que os consumidores passassem a valorizar essas iniciativas em suas decisões de compra. Foi quando se concluiu que o consumidor é um importante agente indutor da RSE. Caso essa indução não ocorresse com intensidade suficiente, a RSE não realizaria o seu potencial transformador da sociedade.

A missão do Instituto Akatu é conscientizar e mobilizar o cidadão brasileiro para o seu papel protagonista, enquanto consumidor, na construção da sustentabilidade da vida do planeta.

*AKATU - Instituto Akatu pelo Consumo Consciente

Alcalinização

É o processo de formação de compostos de absorção de sódio no solo, provocando o aumento do sódio trocável, que pode levar à perda total da fertilidade do solo.

Fonte: Guia da Ecologia - Para entender e viver melhor a relação homem-natureza; Organização de Fabio Feldmann, Guias Brasil, 1992

Al Gore

Ex-vice-presidente dos Estados Unidos (de 1993 a 2001) e autor do livro Uma verdade inconveniente: o que devemos saber (e fazer) sobre o aquecimento global , no qual foi baseado o documentário de mesmo nome que ganhou o Oscar da categoria.

Fonte: Desenvolvimento Sustentável: que bicho é esse?, José Eli da Veiga e Lia Zatz, Editora Autores Associados, 2008

Alimento biodinâmico

Utiliza os mesmos conceitos de produção dos orgânicos, mas com mais rigor ainda. O alimento deve ser produzido em um organismo agrícola que vise a auto-suficiência e o solo é preparado com princípios similares aos da homeopatia.

Alimento hidropônico

É um vegetal cultivado na água, dentro de estufa. A falta de nutrientes provenientes do solo para o crescimento da planta é suprida pelo uso em grande quantidade de fertilizantes solúveis.

Alimento orgânico

É aquele produzido de acordo com os princípios técnicos, ambientais e sociais. Durante o cultivo desses alimentos são proibidos agrotóxicos, adubos químicos e sementes trangênicas. No que se refere aos animais, devem ser criados sem hormônios, anabolizantes e antibióticos.

Alimento transgênico

São alimentos produzidos com organismos geneticamente modificados, normalmente com a introdução de genes de outra espécie em seu genoma. O objetivo geral do desenvolvimento de transgênicos é tornar as plantações mais resistentes a pragas e a condições ambientais adversas, como períodos de secas, além de aumentar a produtividade das lavouras. A técnica ainda gera polêmicas, pois as conseqüências que esses alimentos podem trazer ao organismo humano ainda são desconhecidas.

Alliance of Small Island States (AOSIS)

Associação dos pequenos Estados insulares ameaçados por uma elevação do nível do mar. Na primeira reunião das partes em Berlim (COP1), esses países propuseram aos do Anexo I a redução de 20% de suas emissões de CO2 até o ano de 2005. Esses pequenos países estiveram entre os primeiros a ratificar o Protocolo de Kyoto.

Fonte: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Amazônia Azul

Assim chamada para estabelecer um paralelo com a Amazônia Verde, é uma área marinha de 4,5 milhões de quilômetros quadrados, a partir da costa brasileira. Normalmente, um país tem como mar territorial uma faixa de 12 milhas náuticas e uma Zona Econômica Exclusiva que se estende até 200 milhas da costa. Mas, como a plataforma continental se estende para além desse limite, o Brasil pleiteou a ampliação dessa área, que foi acatada pela Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos do Mar.

Fonte: Jornal da Ciência/SBPC

Amazônia Legal

Foi instituída através de dispositivo de lei para fins de planejamento econômico da região amazônica. Engloba os estados da região Norte (Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins), mais o Mato Grosso (região Centro-Oeste), e parte do Maranhão (NE).

Amazônia Maranhense

Porção de 81.208,40 km² da Floresta Amazônica - o correspondente a 26% do bioma - situada no Estado do Maranhão. A área tem grande riqueza de biodiversidade, inclusive com grande incidência de espécies raras e endêmicas, que habitam apenas aquele local. Apesar disso, a Amazônia Maranhense sofre grande desmatamento, com aumento gradativo de perda de biodiversidade, e tem baixo desenvolvimento humano. A região foi tema de estudo lançado em 2011 pelo PPBio - Programa de Pesquisa em Biodiversidade Amazônia Oriental, com colaboração o Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e do ICMBio - Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, e em parceria com o Museu Paraense Emílio Goeldi.

Fonte: Museu Paraense Emílio Goeldi

Amigos do Parágrafo 47

Grupo formado por Brasil, França, Dinamarca e África do Sul, com o apoio da Global Reporting Initiative (GRI) e do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), que surgiu com a intenção de incentivar as empresas desses países a incluir suas informações socioambientais no reporte de dados financeiros.

O nome do grupo faz referência ao parágrafo 47 do documento O Futuro que Queremos, resultante da Rio+20, que reconhece a importância do relato da sustentabilidade corporativa e encoraja as empresas a considerarem o reporte das informações socioambientais no seu ciclo de divulgação de informações financeiras.

Leia também:
O bom legado da Rio+20

Analfabetismo funcional

Indica a proporção de pessoas com mais de 10 anos de idade que têm menos de quatro anos de escolaridade. O conceito de analfabetismo funcional é utilizado para caracterizar aqueles que conseguem ler e escrever poucas frases, mas são incapazes de utilizar a leitura e a escrita em atividades cotidianas. De acordo com o IBGE, em 2002 o país contabilizava 32, 1 milhões de analfabetos funcionais, o que representa 26% da população de 15 anos ou mais de idade, sendo a maioria na região nordeste do país.

Análise do Ciclo de Vida (ACV)

Método científico que faz o inventário dos fluxos de matéria e energia que entram e saem e avalia os impactos potenciais de um produto ou serviço sobre o meio ambiente, durante todo o ciclo de vida.

Fonte: Haverá a idade das coisas leves. Thierry Kazazian org. Editora SENAC

Anexo A e Anexo B

Nomenclatura derivada do Protocolo de Kyoto. O Anexo A lista os seis gases do efeito estufa (dióxido de carbono -CO2, metano - CH4, monóxido de carbono - CO, óxido nitroso - N2O, outros óxidos de base nitrogenada - N0x, e hidrocarbonos não-metanos - HCNM) para os quais valem as reduções de emissão do Protocolo.

O Anexo B lista os países que possuem compromissos de limitação ou de redução de emissões no protocolo de Kyoto. Os países listados no Anexo B são os mesmos listados no Anexo I da Convenção do Clima, exceto Belarus e Turquia.

Fonte: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Anexo I

Nomenclatura derivada da Convenção do Clima. Relação dos países que assumiram compromissos para reduzir suas emissões. Basicamente, são os países da OCDE.

Fonte: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Anexo II

Nomenclatura que designa países-membros desenvolvidos da OCDE - Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, incluídos no Anexo I, da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. Essas nações devem auxiliar financeiramente e com transferência de tecnologia, países em desenvolvimento, na realização de ações voluntárias no âmbito da Convenção, para a redução das emissões dos gases de efeito estufa e adaptação aos impactos das Mudanças Climáticas, além da emissão de seus relatórios nacionais.

Ano Polar Internacional (API)

Iniciativa científica organizada pelo Conselho Internacional de União Científica em conjunto com a Organização Meteorológica Internacional. Seu objetivo é o desenvolvimento de pesquisas científicas direcionadas ao conhecimento dos processos ambientais nos pólos, as conexões dessas regiões com o restante do planeta, a biodiversidade, o estado evolutivo e a capacidade de adaptação dos organismos antárticos. O primeiro API ocorreu em 1882-1883. A quarta edição do evento teve início em março de 2007 e vai até março de 2008.

Antártica

Continente coberto por uma enorme camada de gelo, com espessura média de 2 quilômetros e 30 milhões de quilômetros cúbicos. A massa de gelo dessa região é de extrema importância para o equilíbrio ambiental do planeta Terra, pois além de concentrar 70% de toda água doce do mundo, interfere no nível dos oceanos devido as variações em sua extensão e espessura.

Antropogênico

Ações resultantes de ou produzidas pelo ser humano.

Aquecimento global

Termo utilizado para o aumento da temperatura do planeta Terra. Especialistas afirmam que, nos últimos anos, o aquecimento tem sido causado principalmente pela alta concentração de poluentes na atmosfera e, também, pela ação humana. De acordo com o IPCC (sigla em inglês para Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), o aquecimento será mais intenso nos continentes do que nas áreas oceânicas e mais no hemisfério norte do que no sul. Além disso, o aumento da temperatura promete acabar com as diferenças entre as estações do ano, prejudicando safras inteiras devido ao excesso de calor e chuva em épocas erradas.

Aquífero

Formação geológica do subsolo, constituída por rochas permeáveis, que armazena água em seus poros ou fraturas. Etimologicamente, aqüífero significa: aqui = água; fero = transfere; ou do grego, suporte de água. O Guarani, cuja área total é de 1,2 milhões de km2, é um dos maiores sistemas aqüíferos do mundo e a principal reserva subterrânea de água doce da América Latina. Embora se estenda por quatro países (Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai), sua maior ocorrência se dá em território nacional (840.000 km2), e abrange os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Arco do desmatamento

Região onde a fronteira agrícola avança em direção à floresta e também onde encontram-se os maiores índices de desmatamento da Amazônia. São 500 mil km² de terras que vão do leste e sul do Pará em direção oeste, passando por Mato Grosso, Rondônia e Acre.

Áreas de interstício

Áreas situadas entre unidades de conservação, áreas protegidas ou áreas indígenas. Podem pertencer ao domínio público ou privado.

Fonte: IBAMA

Área de Preservação Permanente (APP)

As Áreas de Preservação Permanente (APPs) são áreas onde, por imposição da lei, a vegetação deve ser mantida intacta. A intenção é garantir a preservação dos recursos hídricos, da estabilidade geológica e da biodiversidade do local, assim como assegurar o bem-estar da população humana.

Área de Proteção Ambiental (APA)

Área constituída por terras públicas ou privadas. As condições para a realização de pesquisa científica e visitação pública nas áreas sob domínio público serão estabelecidas pelo órgão gestor da unidade. Nas áreas sob propriedade privada, cabe ao proprietário estabelecer as condições para pesquisa e visitação pelo público, observadas as exigências e restrições legais.

Fonte: IBAMA

Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE)

Área que possui características naturais extraordinárias e abriga exemplares raros da biota regional, exigindo cuidados especiais de proteção por parte do Poder Público. São declaradas como ARIE, áreas com extensão inferior a 5 mil hectares e que abrigam pequena ou nenhuma ocupação humana, por ocasião do ato declaratório. Caso a ARIE esteja localizada em perímetros de APAs, deverá integrar a Zona de Vida Silvestre, destinada à melhor conservação da biota nativa prevista no regulamento das APAs.

Fonte: IBAMA

Arena

Território comunitário onde machos de uma mesma espécie de ave se reúnem para atrair e cortejar fêmeas, através de rituais exibitórios, com fins reprodutivos. Muitos destes territórios são utilizados por várias gerações.

Ártico

Conjunto de terras e mares que se estende do círculo polar ártico ao pólo norte.

Artrópodes

Filo de animais invertebrados com corpo segmentado, membros articulados em número par e esqueleto externo feito de quitina. Os crustáceos, insetos e aracnídeos são os principais representantes. São caçados por diversas espécies de aves.

Asset Management

Empresa ou área nos bancos de administração de recursos ou de carteiras de investimentos. Os serviços de asset management tanto podem ser prestados a clientes institucionais como a pessoas físicas.

Fonte: Sustentabilidade no setor financeiro: gerando valor e negócios. Victorio Mattarozzi e Cássio Trunkl. Editora SENAC - SP

Assoreamento

É o acúmulo de solo, areia e outros materiais nos rios e lagos, causado principalmente pela erosão. A deposição desses sedimentos é realizada pela chuva ou pelo vento, que traz como conseqüência a redução do volume e o escurecimento da água, dificultando a fotossíntese.

Aterro controlado

É o local utilizado para despejo do lixo coletado na cidade, sendo coberto com uma camada de terra no final da jornada de trabalho. Acredita-se que essa técnica não causa danos ou riscos à saúde pública e a segurança, além de minimizar os impactos ambientais.

Aterro sanitário

Termo que designa a técnica de disposição do lixo, que permite a confinação segura em termos de controle da poluição ambiental e proteção à saúde pública. De acordo com o IBGE, em 2000, o lixo produzido diariamente no Brasil chegou a 125.281 toneladas, sendo que 47,1% era destinado a aterros sanitários, 22,3 % a aterros controlados e apenas 30,5 % a lixões.

AWG/LCA

Significa Ad hoc Working Group on Long-Term cooperative action (Grupo de Trabalho Ad Hoc sobre Ações de Cooperação a Longo Prazo). O termo foi criado em 2007 para debater e gerar acordos a respeito de temas diretamente ligados a países em desenvolvimento, como o financiamento de estratégias de mitigação e adaptação.

Ave cinegética

Tipo de ave que preda outros animais.