Maio/2011

O lugar mais relevante, hoje, para o futuro do mundo é a Amazônia. A última grande floresta tropical em pé, terra de povos intocados, fonte de sonhos delirantes. Ali, tudo é colossal. A natureza, sobretudo. Seu principal rio, sozinho, manda para o mar 17 trilhões de litros de água doce todos os dias. É em sua selva densa e instável, de calor imenso e diversidade biológica única, que a humanidade deposita as esperanças de um clima sem sobressaltos medonhos no século 21. Se a Floresta Amazônica deixar de existir, o aquecimento global poderá vir a ser insuportável. Não sei se chega a ser irônico, mas é curiosa a importância repentina adquirida por uma área que pouco foi explorada pelo homem ao longo da história. Como mostrou national geographic brasil em reportagem de maio de 2010. LEIA MAIS Matthew Shirts Redator-chefe