O nosso jeito de ver o mundo sustentvel
inegvel que a questo da sustentabilidade ganhou enorme espao na agenda de grandes empresas do mundo todo. E desejvel que assim seja sobretudo diante do enorme poder de execuo e de influncia que o mundo dos negcios exerce. Concorde-se ou no, goste-se ou no, novas fontes de presso esto surgindo, e muito improvvel que essas foras arrefeam daqui para a frente. No d para dizer se o mundo de nossos filhos e netos ser melhor ou pior do que este, mas ele certamente ser diferente. E nossos filhos e netos sero profissionais, consumidores e cidados com demandas diferentes das nossas. Bombardeados por informaes vindas de todos os lados, muito provavelmente eles formaro um mercado mais difcil de ser conquistado. Aos poucos, estamos vendo surgir uma nova economia, na qual se consome e se produz de forma diferente. bom que estejamos preparados para ela.

espantoso como os negcios so rpidos em suas iniciativas para tentar mostrar quanto esto adaptados mo invisvel do mercado. E justamente a que mora o perigo. Na poca do boom da internet, todas as empresas no importa o que fizessem queriam ser vistas como uma ponto-com. Era moderno. Era sofisticado. Era sexy. Agora, todo mundo quer ser visto como sustentvel. O mundo certamente ser um lugar menos arriscado quando isso, de fato, acontecer. Mas, hoje, a misso de uma revista de negcios separar fato e desejo. tentar diferenciar o que faz sentido do que apenas fumaa. fugir da onda, do modismo. o que EXAME vem tentando fazer desde o incio desta dcada, quando o assunto sustentabilidade era pauta de um crculo reduzido de especialistas e entusiastas. Em 2000, com o lanamento do Guia de Boa Cidadania Corporativa que neste ano passa a se chamar Guia de Sustentabilidade , defendemos que essa no uma questo de imagem ou de marketing, mas de coerncia e disciplina na gesto. tambm essa viso pragmtica que procuramos imprimir no Estudo EXAME Sustentabilidade que publicamos nesta edio. Coordenado pela editora executiva Cristiane Correa e produzido pelas jornalistas Cristiane Mano e Ana Luiza Herzog, o trabalho mostra as oportunidades, os limites e os desafios de empresas do mundo todo rumo meta inatingvel que a sustentabilidade plena.
Por Cludia Vassalo