BLOGS |Rio+20

Rascunho dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é divulgado pela ONU Débora Spitzcovsky - 09/05/2013 às 18:03

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN), painel da ONU criado em agosto de 2012 para discutir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), segue trabalhando para cumprir as promessas feitas no documento O Futuro que Queremos, resultante da Rio+20.

Nesta terça-feira (07), o grupo divulgou o rascunho dos dez ODS que devem ser adotados por todos os países-membros da ONU a partir de 2015, quando expira o prazo para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

O documento está disponível na internet para consulta pública até 22/05. O texto final dos ODM deve ser apresentado em setembro deste ano, durante a Assembleia Geral da ONU, que acontece em Nova York.

Saiba mais em:
ONU divulga rascunho dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Foto: martinak15/Creative Commons

ver este postcomente

Pós-Rio+20: agências da ONU se unem em parceria por economia verde Débora Spitzcovsky - 20/02/2013 às 14:49

O incentivo à economia verde, como forma de garantir o desenvolvimento sustentável e a erradicação da pobreza no mundo, foi uma das principais decisões acordadas durante a Rio+20. Cerca de oito meses depois do evento, quatro agências da ONU anunciaram nesta terça-feira (19) uma parceria que visa cumprir a meta assumida durante a Conferência.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) e o Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa (Unitar) se uniram para criar a PAGE, Parceria para Ação na Economia Verde, que nos próximos sete anos pretende apoiar dezenas de países em suas estratégias nacionais de promoção da economia verde.

A ideia é assessorar essas nações no processo de criação de ferramentas econômicas e de gestão que auxiliem na transição para uma economia verde, em diferentes setores – como tecnologia, agricultura, energia e governança. De acordo com a OIT, metade da força de trabalho global – o que equivale a cerca de 1,5 bilhão de pessoas – pode ser beneficiada com a iniciativa.

Essa é a primeira vez que Pnuma, OIT, Unido e Unitar se reúnem em prol de uma causa. Nos dois primeiros anos de projeto, as agências se comprometeram a atender pela PAGE sete países pilotos, que ainda serão definidos. A expectativa é de que 30 nações sejam assistidas pela iniciativa até 2020.

Leia o documento Parceria para a Ação na Economia Verde na íntegra, em inglês.

ver este postcomente

Brasil não doa dinheiro prometido na Rio+20, diz ONU Planeta Na Rio+20 - 24/01/2013 às 11:52

Texto publicado na Veja.com.

Seis meses após o encerramento da conferência Rio+20, a alta cúpula do Pnuma – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - revelou que não recebeu nenhum centavo da doação de US$ 6 milhões prometida pela presidente Dilma Rousseff ao fim da conferência. O Ministério do Meio Ambiente promete que fará o repasse ainda no primeiro trimestre deste ano, segundo informação do jornal O Estado de S. Paulo. Um dos pontos centrais do debate na cúpula foi justamente a disposição dos governos em apoiar financeiramente ações nos países emergentes para que eles consigam reduzir suas emissões de gases de efeito estufa e diminuir as consequências das mudanças climáticas.

A ideia dos países era criar um fundo de 30 bilhões de dólares para financiar esses objetivos. Governos de países ricos se recusaram a se comprometer a doar e, para estimulá-los, a presidente Dilma Rousseff afirmou, em seu discurso de encerramento, que o Brasil daria o exemplo e depositaria os primeiros milhões de dólares no fundo da ONU. Também disse que enviaria mais 10 milhões de dólares de forma bilateral a países africanos.

Diante da recusa dos países ricos em se comprometer com as doações, Dilma aproveitou a oportunidade para criticá-los. “Aplaudo em especial os países em desenvolvimento que assumiram compromissos concretos com o desenvolvimento sustentável, mesmo com a ausência da necessária contrapartida de financiamento prometido pelos países desenvolvidos“, declarou a presidente brasileira.

Altos funcionários do Pnuma afirmaram que desde o discurso, há seis meses, nunca mais ouviram falar do dinheiro. “Até agora não recebemos um centavo sequer do Brasil”, afirmou ao jornal um executivo da entidade que acompanhou de perto a Rio+20. “Espero que seja apenas um demora burocrática.”

PROCEDIMENTO PADRÃO
Em nota, o Ministério do Meio Ambiente disse que os 6 milhões de dólares estão no orçamento do órgão e que o repasse será efetuado ainda no primeiro trimestre de 2013. “Neste momento, o Brasil discute com o Pnuma Brasil e o Pnuma em Nairobi quais as áreas em que serão alocados os recursos, procedimento padrão adotado por países desenvolvidos na doação de recursos para organismos internacionais ou até mesmo governos de outros países”, declarou o ministério.

Ao final do encontro no Rio, a ONU divulgou que havia recebido promessas de doações que chegavam a 513 bilhões de dólares por parte de governos e empresas. A China, por exemplo, anunciou na conferência o investimento de 6 milhões para o desenvolvimento sustentável em países mais pobres – o mesmo valor doado pelo Brasil.

Mas nem assim os resultados da Rio+20 convenceram o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que chegou a revelar sua decepção em relação aos resultados alcançados. Pressionado pelo governo brasileiro, Ban recuou em sua avaliação e terminou o encontro anunciando que havia sido “um sucesso”. Dilma adotou a mesma linha, em um esforço para evitar que a reunião fosse considerada um fracasso e para reforçar a posição internacional do Brasil.

Foto: Blog do Planalto / Creative Commons

ver este postcomente

Rio+20

Em junho de 2012, o mundo esteve voltado para o Brasil, especialmente para a cidade do Rio de Janeiro - de 13 a 22 -, onde foi realizada a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, mais conhecida como Rio+20. Ela reuniu 193 países e foi uma preciosa oportunidade para que todas as pessoas do mundo e do Brasil refletissem sobre os limites da terra e “o futuro que queremos”. Neste blog – coordenado por Mônica Nunes, com reportagens de Débora Spitzcovsky, Marina Franco, Marina Maciel e Suzana Camargo e a participação especial de outros colaboradores – está registrado tudo o que o Planeta Sustentável realizou por lá (como o Planeta no Parque, pela primeira vez fora de São Paulo), além da cobertura da conferência propriamente dita e de encontros relevantes motivados por ela, entre eles o Global Compact e o Rio+Social. No blog "Imagens do Dia", você encontra fotos que se destacaram nesse período.

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Rio+20

Arquivos de posts