BLOGS |Planeta Urgente

Poluição sonora também mata José Eduardo Mendonça - 06/04/2011 às 11:04

Estudo europeu sugere novas leis

Barulhos de tráfego causam um milhão de anos de perdas de vidas saudáveis na União Européia e na Noruega, devido a doenças, incapacidade e mortes prematuras, revela um novo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS). É uma magnitude apenas comparada à da poluição do ar, diz o estudo.

"A poluição sonora não é apenas um incômodo ambiental. Ela também é uma ameaça à saúde pública", diz Zsuzsanna Jakab, diretora regional da OMS para a Europa. "Esperamos que estas novas evidências levem governos e autoridades locais a introduzir novas política de controle de ruídos, protegendo a saúde dos europeus deste mal crescente". Uma em cada cinco pessoas experimentam perturbações durante o dia, e uma em cada cinco tem o sono perturbado por causa de barulho de estradas, ruas, trens e aeroportos. Isto aumenta o risco de doenças cardiovasculares e pressão alta, capacidade de atenção e tinitus, informa o Environmental News Service.

A OMS diz que são necessárias melhor vigilância e coleta de dados para o sudoeste da Europa e Ásia Central, onde a falta de informações inibe estimativas da extensão dos danos à saúde. Espera-se que em julho a Comissão Européia divulgue uma proposta, para atualização de uma diretiva que cobre o nível permissível de som e de escapamentos de veículos – estabelecida pela primeira vez em 1970. "Esta nova avalição é uma evidência da contribuição da OMS para as políticas da União Européia", diz Rokho Kim, cientista especializado em ruído e saúde do escritório regional da OMS para a Europa.

O Escritório Ambiental Europeu, uma coalizão que engloba mais de 140 grupos em 31 países, quer que o estudo da OMS ajude a fortalecer a lei anti-ruído. "Este estudo deveria ter sido feito há muito tempo, e seus resultados mostram que não há desculpas para o não estabelecimento de uma lei de ruído ambiental mais ambiciosa", segundo Louise Duprez, da organização. De acordo com o estudo da OMS, 1.8% dos ataques de coração em países europeus de alta renda são atribuído a ruídos de mais de 60 decibéis.

ver este postcomente
Comentários

Não há nenhum comentário. Seja o primeiro!

Planeta Urgente

JOSÉ EDUARDO MENDONÇA

produziu uma série de reportagens pioneiras para o Jornal da Tarde sobre fontes alternativas de energia e, logo depois, indo morar em Londres, tomou contato com o movimento do que se chamava à época conservacionismo - o que se tornou mais tarde ambientalismo. Neste blog, rastreia ações, políticas e o multifacetado pensamento sobre a questão socioambiental pelo mundo. As opiniões expressas nos veículos citados não são de responsabilidade do Planeta Sustentável, embora a divergência entre elas contribua com a dinâmica do debate.

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Planeta Urgente

Arquivos de posts