BLOGS |Planeta Urgente

Equador pune petroleira em U$ 8.6 bi José Eduardo Mendonça - 15/02/2011 às 11:18


Chevron polui floresta tropical

Um juiz em Lago Agrio, no Equador, decretou hoje que a Chevron Corporation é responsável por estragos causados pela perfuração de petróleo em uma área de 4000 km quadrados de sua floresta tropical, e ordenou que a empresa pague U$ 8.6 bilhões por danos e custos de limpeza.

A Chevron herdou o processo ao comprar a Texaco, em 2001, e desmentiu as alegações de danos ambientais. O juíz divulgou a decisão, de 187 páginas, na corte estadual de Sucumbios, a favor dos índios que passaram os últimos 18 anos buscando indenização pela poluição. Zambrano ordenou à Chevron que peça perdão publicamente pela contaminação, ou dobrará a multa.

A Texaco Petroleum Company, agora uma subsidiária da Chevron, operou de 1964 a 1990 uma concessão de petróleo no Equador, com bilhões de dólares de lucros, antes de deixar o país, em 1992. Os querelantes entraram com uma ação por danos, alegando que seus rios estão contaminados, que as colheitas não mais produzem e que a população sofre com câncer.

O processo afirma que a Chevron deliberadamente despejou mais de 16 bilhões de galões de água contaminada nas fontes e rios da região durante um período de 26 anos. A Chevron diz que vai apelar da decisão e que as alegações de câncer "são uma fabricação". (Este filme já foi visto muitas vezes antes.) A empresa também alega que o julgamento pela corte equatoriana é "ilegítimo e sem força de lei, um produto de fraude contra a evidência científica". As informações são do Environment News Service.

Foto: Rainforest Action Network

ver este postcomente
Comentários

19/11/2011 às 16:05 Cassia Moreira - diz:

Na homepage da dita empresa, Chevron, podemos ler:

“Our team has the technology to take on big challenges, the integrity to do it responsibly and the drive to keep moving the world forward.”

Hahahahaha

Bem, penso que depois de todos esses anos de descaso e conivência dos governantes deste país, cabe agora apelar para a Corte Internacional de Justiça para que esta digníssima empresa responda pelos danos ambientais causados (tanto por ela como pelas outras empresas que adquiriu no passado).

Planeta Urgente

JOSÉ EDUARDO MENDONÇA

produziu uma série de reportagens pioneiras para o Jornal da Tarde sobre fontes alternativas de energia e, logo depois, indo morar em Londres, tomou contato com o movimento do que se chamava à época conservacionismo - o que se tornou mais tarde ambientalismo. Neste blog, rastreia ações, políticas e o multifacetado pensamento sobre a questão socioambiental pelo mundo. As opiniões expressas nos veículos citados não são de responsabilidade do Planeta Sustentável, embora a divergência entre elas contribua com a dinâmica do debate.

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Planeta Urgente

Arquivos de posts