BLOGS |Gaiatos e Gaianos

Horta vertical para pequenos espaços Giuliana Capello - 12/02/2008 às 12:24

Que tal uma horta na varanda do apartamento? Ou no cantinho da sala mesmo, perto da janela? A idéia é simples: se o espaço horizontal é pequeno, pense para cima e faça uma horta vertical.

Já vi hortas assim de várias maneiras. Tem gente que usa a parede ou o muro para instalar vasinhos com temperos, trocando os quadros de natureza morta por natureza muito, muito viva. Outros transformam as floreiras da janela em “verdureiras”. Outros cortam garrafas PET para pendurar com cordinhas no teto. E há aqueles que capricham na receita e montam cavaletes adaptados com suportes para “floreiras” que recebem hortaliças e ervas medicinais. Em um único cavalete, dá para sustentar cinco ou seis “verdureiras”.

Tudo em menos de um metro quadrado de área horizontal. Aliás, isso me lembra a espiral de ervas da permacultura. Já falei sobre ela aqui. Usando a criatividade, dá pra garantir, pelo menos, o chazinho de cidreira antes de dormir.

Outro modelo interessante foi desenvolvido em Jundiaí pelo empresário Eduardo Borges, que descobriu uma maneira de cultivar hortaliças e legumes em bombonas de plástico (sabe aquelas azuis, que a gente encontra por aí em lojas de material de construção?).

Ele corta uma das extremidades (para poder encher de terra e comporto orgânico ou húmus de minhoca) e faz até 24 furos nas laterais. Depois, preenche com pedriscos e terra e planta as mudinhas de hortaliças nos furinhos. Na parte de cima do tambor, fica a espécie que precisa de mais profundidade para crescer (como a cenoura, por exemplo) ou a que ocupa mais espaço (como os tomates). Tudo é 100% orgânico, sem qualquer tipo de agrotóxico, claro.

A experiência do Eduardo deu tão certo que ele montou uma empresa para vender os kits e manuais para cultivar hortas verticais. Acesse aqui o site e saiba mais.

Em poucas palavras, o segredo da horta vertical está na criatividade. É ela quem vai dizer qual o modelo mais apropriado para a sua casa e o seu jeito de viver. Não adianta ter uma horta enorme se você não vai ter tempo de cuidar dela, por exemplo.

Pensando de maneira mais global, a agricultura urbana é hoje um dos desafios para as cidades, que precisam buscar alternativas mais sustentáveis para a alimentação de seus habitantes.

A via é de mão dupla: os PRODUTORES devem cultivar seguindo a cartilha dos orgânicos e oferecer produtos de qualidade para os vizinhos. E os CONSUMIDORES devem dar preferência a produtos orgânicos produzidos localmente, ou seja, que além de terem baixa emissão de CO2 para a atmosfera (já que não precisaram viajar grandes distâncias para chegar à sua mesa) são mais ecológicos porque respeitam o solo, mais saudáveis porque não contêm agrotóxicos e mais justos socialmente porque oferecem oportunidades de emprego salubre e uma economia local mais fortalecida.

Em Cuba, quando começou o embargo dos EUA, a ilha se viu mais isolada do que nunca. Ficou difícil adquirir alimentos de outros lugares. Era preciso cultivá-los ali mesmo. Passados alguns anos, a dificuldade virou modelo de agricultura urbana. Ainda hoje, em quase todo quintal cubano existe uma horta para garantir o sustento familiar.

No Brasil*, o cultivo de alimentos nas médias e grandes cidades ainda está longe de conseguir suprir as necessidades dos moradores. Por isso, boa parte do que compramos ainda vem de longe e passa por vários intermediários que pagam pouco ao produtor mas cobram muito do consumidor.

Mais um motivo para você começar a produzir em casa. Invente um jeito de aproveitar o espaço que é abençoado pelo sol para gerar alimentos orgânicos para a sua família. (E me conta tudo depois, que eu adoro saber dessas curiosidades…)

* Em São Paulo, um projeto muito bacana chama-se Cidades Sem Fome e é coordenado pelo Hans Dieter Temp, fundador da ONG Organização Cidades Sem Fome. Atualmente, Hans ajuda a manter 21 áreas de plantio na zona leste da cidade, que beneficiam diretamente mais de mil pessoas.

“O projeto utiliza áreas públicas ou privadas que não têm utilização específica para a implantação e desenvolvimento de hortas, levando às comunidades carentes oportunidades de trabalho, capacitação profissional e geração de renda através da comercialização dos produtos. Outro objetivo é combater a desnutrição e melhorar a qualidade de vida das comunidades, através do acesso a alimentos saudáveis e nutritivos, e incorporar melhorias ambientais nas comunidades”, conta Hans Dieter.


Foto: Criação da empresa portuguesa QuizCamp, o MiniGarden é um modelo de cultivo vertical de ervas, temperos e hortaliças dentro de casa. Que tal improvisar algo assim?

ver este postcomente
Comentários

27/04/2009 às 20:41 Anonymous - diz:

Oraida cunha – diz:gostaria de saber como cultivar uma horta em pequenos vazos de 50cm de circunferencia e 20cm de altura,se tenho que fazer cada vazo com determinado vegetal,quais melhores para serem plantados nesta época moro no rio de janeiro em apt,desde já agradeço aguardo resposta.

01/05/2009 às 15:51 Anonymous - diz:

Onildes Gregório – diz:Amei este projeto de horta da imagem.Me mando o passo a passo para eu fazer?Obigada.Onildes Gregório

01/05/2009 às 15:52 Anonymous - diz:

Onildes Gregório – diz:Onildes Gregório – diz:Amei este projeto de horta da imagem.Me mando o passo a passo para eu fazer?Obigada.Onildes Gregório

31/05/2009 às 22:46 Anonymous - diz:

marcelo josé marçal – diz:Adorei este projeto, é muito interessante para quem não tem espaço, tenho alguns terrenos e gostaria de iniciar uma horta, mas não tenho informações suficientes para iniciar o projeto, será que você poderia me ajudar?

22/07/2009 às 08:42 Anonymous - diz:

mauriciogesta – diz:achei interesante pretendo executar a experiencia mais gostaria desaber se tem algum projeto para plantar na forma vertical,usando giral em forma triangular aguardo resposta mesmo que nao tenha.e caso tenha projeto de sua forma de execusao epoder enviar.ABRAÇOS.

16/09/2009 às 15:53 Anonymous - diz:

Kelly Cristiane da Silva – diz:Tem como você enviar-me o passo a passo para montar esse projeto

26/02/2010 às 10:40 Anonymous - diz:

EDSON LUIS BASTOS – diz:GOSTEI DO PROJETO DA FOTO MANDE PARA MIM GRATO

02/06/2010 às 14:42 Anonymous - diz:

Sirlene loureço – diz:Gostaria de saber como obter este projeto ou se voçê dá o curso. Grata

05/07/2010 às 11:40 Anonymous - diz:

Guilherme Zimpeck – diz:O site do link na materia “http://www.hortavertical.com.br/site/”, não é acessivel. Interessante seria voce disponibilizar um modelo de horta na vertical, para que os interessados possam ter uma ideia inicial.

03/03/2011 às 21:45 Anonymous - diz:

andreia – diz:Achei muito interessante a publicação desse ‘artigo ,principalmente pelo fato de estar sendo um assunto relacionado ao meu tcc,se puder a vc que postou a imagem ,gostaria de receber alguna exenplos (imagens e meios de comunicarmos)de outros casos de pessoas que aderiram a esse metodo!!!!!!!!Valeo^^

15/08/2011 às 16:22 Anonymous - diz:

Ana Cristina – diz:Gostei muito da ideia, o projeto é perfeito para fazermos no Colegio onde trabalho.Poderia me enviar o projeto. desde ja agradeço.

27/04/2012 às 11:23 TugasGrow - diz:

http://tugasgrow.no.comunidades.net/

13/03/2013 às 14:35 luiz santin - diz:

gostarai de uma forma ôrganica de preparar a terra em pequenos espaços para produzir verduras e tempero.
abraços.

18/12/2013 às 16:42 Patricia Silma - diz:

Gostaria de maiores informações desta horta vertical da foto.Poderias me mandar os detalhes deste projeto? Grata desde já.

Deixe aqui seu comentário: Preencha os campos abaixo para comentar, solicitar ou acrescentar informações. Participe!

Enviar

Gaiatos e Gaianos

GIULIANA CAPELLO

é jornalista ambiental especializada em construções sustentáveis, guarda-parque, permacultora e autora do livro Meio Ambiente & Ecovilas (Senac São Paulo). É colaboradora das revistas Arquitetura & Construção, Casa Claudia e Bons Fluidos. Formada em design de comunidades sustentáveis, mora na Ecovila Clareando, a 100 km de São Paulo. Sua casa, construída com técnicas de bioconstrução, reflete princípios que adota em seu cotidiano: conexão com a natureza, simplicidade voluntária e consumo responsável. Aqui, conta histórias de quem deixou a cidade grande para viver no campo ao lado de amigos - e tornar a vida mais plena, criativa e sustentável.

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Gaiatos e Gaianos

Arquivos de posts