BLOGS |Blog da Redação

Engajamundo quer levar jovens brasileiros para COP do clima em Lima e você pode ajudar! Suzana Camargo - 10/11/2014 às 11:54

engajamundo-quer-levar-jovens-brasileiros-encontro-clima-lima-560

Mudanças climáticas é um assunto que interessa a todos. Com o aquecimento da temperatura do planeta, todos nós seremos impactados. E não estamos falando de futuro. Já sentimos os efeitos do desequilíbrio ambiental pelos quatro cantos do mundo: secas históricas, enchentes, ondas de frio intenso. Estes fenômenos irão afetar diretamente a forma como vivemos e nos relacionamos com a natureza.

Preocupados em engajar a juventude brasileira nesta discussão, um grupo de jovens criou a organização Engajamundo*. Eles levam conhecimento e informação a todo país para que mais pessoas entendam e participem dos debates sobre o tema de maneira efetiva e inclusiva nas negociações internacionais.

O Engajamundo já participou de conferências das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – as COPs – e discursou na ONU como representante dos jovens brasileiros. No ano passado, a ONG conseguiu levar quatro pessoas para participar do encontro realizado em Varsóvia, na Polônia.

Este ano, o Engajamundo quer ir além. Pretende fazer com que 10 jovens possam estar em Lima, no Peru, durante a realização da COP 20, no início de dezembro. Para que isso se torne possível, o grupo criou um financiamento coletivo para poder cobrir gastos com transporte, alimentação e acomodação durante a conferência.

Você pode apoiar este projeto no site do juntos.com.vc até 20/11. Ajude os jovens brasileiros a levar a voz do país para a discussão que realmente fará a diferença pelo nosso planeta.

*Engajamundo

Leia também:
Somos todos vulneráveis
Uma síntese para incomodar
Brasil, entre os dez países mais engajados nas causas sociais

 

Foto: divulgação

ver este postcomente

Maior crowdfunding social do mundo quer arrecadar US$ 3 milhões até 5/12 Marina Maciel - 30/10/2014 às 09:00

maior-crowdfunding-social-quer-arrecadar-3-milhoes-dolares

Qualquer pessoa pode um agente de transformação da sociedade. Não acredita? Seja por meio de voluntariado ou ajuda financeira a instituições bacanas, todo mundo pode fazer a diferença colocando a mão na massa ou - por que não? – doando dinheiro quando falta tempo para se dedicar à causa. Para incentivar a cultura da doação individual em todo mundo, foi lançada, nesta segunda-feira (27), a 2ª edição do Skoll Social Entrepreneurs Challenge*.

Trata-se do maior crowdfunding social do mundo, promovido pela Skoll Foundation em parceria com o jornal Huffington Post e a Crowdrise, com o objetivo de arrecadar fundos para causas sociais se manterem e realizarem novos projetos.

Ao todo, 67 empreendimentos selecionados competem entre si pela atenção dos doadores no desafio. Dois deles são brasileiros:
- Comitê para a Democratização da Informática (CDI), organização que realiza projetos relacionados ao uso da tecnologia para transformação social há 19 anos, empoderando comunidades e estimulando o empreendedorismo e a cidadania, e
- Saúde Criança, associação criada há 23 anos que promove, por meio da saúde, a inclusão social de crianças e famílias que vivem abaixo da linha da pobreza.

A expectativa dos organizadores é grande. No ano passado, foram arrecadados mais de 2,4 milhões de dólares. Com duração de seis semanas, a expectativa é que a campanha de 2014 sensibilize ainda mais gente e arremate três milhões de dólares em doações para as ONGs, além de prêmios para os dez melhores colocados.

Curtiu a iniciativa e quer ajudar? Acesse o site do desafio, escolha uma ou mais instituições que você se identifique, doe uma quantia em dinheiro e compartilhe com seus amigos e familiares!

Foto: Divulgação

*Skoll Social Entrepreneurs Challenge

Leia também:
Jovens criam skate de rede de pesca pelo fim da poluição dos oceanos
Fazer o bem, “escolhendo” a quem. E de graça!
Garupa: primeiro crowdfunding de turismo sustentável do Brasil

ver este postcomente

Jovens criam skate de rede de pesca pelo fim da poluição dos oceanos Marina Maciel - 26/09/2014 às 11:32

jovens-criam-skates-rede-pesca-pelo-fim-poluição-oceanos

Preocupado em reduzir a poluição dos oceanos, um grupo de três amigos passou o último ano estudando formas de criar um acessório capaz de contribuir com a limpeza das águas. O resultado disso foi o skate sustentável “The Minnow”, produzido a partir da reciclagem de redes de pesca de plástico recolhidas no Pacífico.

A ideia surgiu quando os jovens norte-americanos Ben Kneppers, David Stover e Kevin Ahearn viajavam pelo Chile, onde funciona uma das maiores indústrias pesqueiras do mundo. Lá, graças ao financiamento da Universidade Northwestern, do governo chinelo e do financiamento coletivo pelo Kickstarter, criaram a empresa Bureo Skateboards*.

Junto à comunidade de pescadores, os empreendedores coletam lixo no mar, por meio da iniciativa Net Positiva. Trata-se de um programa criado por eles para envolver a população local no recolhimento de resíduos e na reciclagem.

jovens-criam-skates-rede-pesca-pelo-fim-poluição-oceanos2

Para produzir cada shape, são necessários cerca de 30 m² de redes de pesca. Depois de retirado da água, o material é triturado e transformado em placas em formato de peixe, com “escamas” para dar aderência. Além disso, as rodas do skate ecológico são feitas a partir de 30% de óleo vegetal e têm núcleos totalmente reciclados.

Curtiu? A produção inicial da marca é de duas mil peças, e cada unidade está sendo vendida por US$ 145, o equivalente a aproximadamente R$ 350.

*Bureo Skateboards

Leia também:
Surfistas podem combater mudanças climáticas “pegando” onda
Jovem holandês cria raia-robô para limpar lixo plástico dos oceanos
Inspiração no lixo
Skates quebrados viram prancha de surf

Fotos: Divulgação

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts