BLOGS |Blog da Redação

Em resposta à crise, jovens fundam comunidade sustentável na Grécia Marina Maciel - 01/07/2014 às 09:30

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia7

Sem perspectiva graças à crise financeira, quatro jovens abandonaram a cidade de Atenas, na Grécia, para criar uma comunidade rural sustentável, que incentiva um novo estilo de vida.

Fundada em 2010 na ilha de Evia, a sociedade alternativa Free and Real*, acrônimo para Freedom of Resources for Everyone, Respect, Equality, Awareness and Learning (ou “Liberdade de Recursos para Todos, Respeito, Igualdade e Aprendizado”, em tradução livre), tem como principal objetivo criar uma “escola” para uma vida sustentável.

Segundo a Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OECD), os jovens sofreram as maiores perdas de rendimento nos anos seguintes à crise financeira de 2008, especialmente na Grécia, Islândia e Irlanda. Por isso mesmo, entre os habitantes da nova comunidade, o Euro não tem valor.

Todos seguem uma dieta vegetariana rigorosa e se alimentam dos produtos orgânicos cultivados pela comunidade. O que sobra dos jardins é trocado na aldeia vizinha por suprimentos que os jovens não conseguem produzir.

Atualmente, a sociedade é casa de dez moradores permanentes e também recebe mais de cem visitantes que se hospedam durante períodos do ano, interessados em aprender mais sobre agricultura orgânica e modo de vida sustentável.

Sem energia elétrica, os moradores vivem em tendas comunitárias portáteis, feitas de lona. Abaixo, veja imagens que revelam seu estilo de vida:

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia8

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia6

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia5

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia4

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia3

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia2

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia1resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia12

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia11

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia10

resposta-crise-jovens-fundam-comunidade-sustentavel-grecia9

*Free and Real

Leia também:
Casal cria comunidade sustentável de casas na árvore em floresta
Ecovilas de portas abertas
Mudança para a ecovila!

ver este postcomente

Casal cria comunidade sustentável de casas na árvore em floresta Marina Maciel - 09/09/2013 às 10:00

casa-arvore

Cachoeiras, piscinas naturais, trilhas no meio da floresta e a biodiversidade deslumbrante da Costa Rica. Tudo isso pode compor o destino perfeito de férias de muitas pessoas, mas o casal norte-americano Matt e Erica Hogan ficou tão encantado com a natureza do país que decidiu se mudar para lá.

Preocupados em causar o mínimo impacto ao meio ambiente e em morar em uma comunidade autossuficiente, os dois criaram a Finca Bellavista*. Ao todo, são 25 estruturas de madeira construídas entre as árvores. A comunidade usa energia solar e possui hortas comunitárias para alimentar os moradores e visitantes.

Tanto os espaços comunitários quanto as moradias fazem captação de água da chuva, possuem biodigestores para processar o lixo produzido e gerar energia e calor. Além disso, a arquitetura das casas na árvore prioriza a luz e a ventilação natural.

Já se passaram sete anos desde que o casal visitou o terreno da comunidade pela primeira vez, e o sonho deles não mudou: atrair moradores que também valorizem e estejam dispostos a praticar a conservação de espécies e do ambiente natural no dia a dia.

Tudo isso fez você pensar que a comunidade é totalmente isolada? Pois não é, não! Apesar de estar há três quilômetros da cidade mais próxima, a Finca Bellavista tem sinal 3G e conecta quem mora no topo das árvores ao mundo todo!

Abaixo, assista ao vídeo oficial da comunidade (em inglês):

E você? Moraria lá com sua família?

*Finca Bellavista

Leia também:
Designer cria bike-elevador para casa na árvore
Ecovilas de portas abertas
Mudança para a ecovila!

ver este postcomente

Casaco high-tech “abraça” crianças autistas para reduzir ansiedade Marina Maciel - 02/08/2013 às 13:03

A jaqueta da foto acima, definitivamente, não é uma peça de roupa comum. Idealizada para oferecer o conforto de um abraço a crianças com autismo quando o contato físico com os pais não é possível, ela pode reduzir a ansiedade e as reações nervosas das crianças.

Controlada remotamente pelos pais da criança, por meio de um aplicativo para smartphone ou tablet, a T.jacket detecta sinais de hiperatividade e indica a intensidade da pressão e a hora em que é preciso simular o abraço. Quando acionada, pequenas câmaras de ar dentro da peça se inflam para simular um abraço.

Segundo o fundador da empresa Cingapura T-ware, James Teh, ao acalmar as crianças, a jaqueta também pode ajudar a reduzir transtornos de aprendizagem. Isso porque crianças com autismo têm maior probabilidade de reagir abruptamente a novos ambientes, mudanças na rotina, sons fortes e novos rostos – e essas reações podem atrapalhar o aprendizado e o desenvolvimento. Assista ao vídeo do produto, abaixo:

“Um abraço faz bem a qualquer um. Provoca a mesma sensação de uma massagem”, explica Teh. O empresário espera que a invenção também agrade aos adultos que precisem de um abraço e dos efeitos terapêuticos do contato físico. Pena que a jaqueta ainda é tão cara: US$ 499, ou aproximadamente R$ 1.145.

A invenção só comprova que abraço é bom sempre, para dar e receber, em qualquer situação. Se é preciso mais argumentos para colocá-lo em prática, aqui vão algumas boas razões para você abraçar quem gosta agora mesmo: além de ser uma boa forma de comunicação, o contato físico pode ajudar a diminuir a pressão arterial, o que ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas, estresse e ansiedade.

O que você está esperando para abraçar quem está ao seu lado, agora?

*T.jacket

Fotos: Divulgação

Leia também:
Fatores ambientais podem influenciar autismo
Risco de autismo pode aumentar com poluição do ar

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts