BLOGS |Blog da Redação

Solar Bike: a bicicleta elétrica movida a energia solar Suzana Camargo - 20/05/2015 às 11:20

conheca-a-solar-bike-a-bicicleta-eletrica-movida-energia-solar-560

Que tal unir duas tecnologias limpas para melhorar a mobilidade urbana? Esta foi a ideia do dinamarquês Jesper Frausig. Depois de três anos desenvolvendo o produto, muitos testes e dois protótipos, o engenheiro apresenta a Solar Bike.

Diferentemente das bicicletas elétricas convencionais que precisam ser recarregadas em tomadas, a Solar Bike tem células solares acopladas nas rodas, que garantem a autonomia da bateria por cerca de 70 quilômetros.

A magrela dinamarquesa alcança entre 25 a 50 quilômetros por hora, garante o engenheiro. A recarga da bateria é feita quando a bicicleta está parada, em pé, em lugares ensolarados. Quando o ciclista está pedalando, a bateria – instalada no tubo acima dos pedais – ativa o motor.

A intenção de Frausig (que escreveu sobre a Solar Bike na sua tese de mestrado na Universidade de Berlim) é estimular o uso das bikes nas cidades (Copenhague, a capital da Dinamarca já é um dos lugares onde elas são mais utilizadas). Segundo ele, a Solar Bike pode ser usada por pessoas mais velhas e em serviços de entrega e transporte, principalmente em países onde o acesso à energia elétrica ainda é limitado.

Por último, acabou aquela desculpa para não deixar o carro em casa e ir de bicicleta para o trabalho porque vai chegar suado: com a elétrica, não se faz esforço! E também não se emite dióxido de carbono na atmosfera, evitando o aquecimento global e deixando o  ar mais limpo.

A inovação está concorrendo ao prêmio internacional Index – Design to Improve Life 2015 (Design para Melhorar a Vida, em português) na categoria Comunidade. Considerada uma das mais importantes do mundo no setor de design para sustentabilidade, a premiação concederá ao vencedor €500 mil.

Veja no vídeo abaixo a Solar Bike em ação:

Leia também:
Faça sua bike ficar elétrica
Esta bicicleta elétrica já faturou R$ 9 milhões no site de crowdfunding Indiegogo
Novas bicicletas elétricas têm integração com smartphone

 

Foto: divulgação Solar Bike

ver este postcomente

Cartão de crédito neutraliza emissões de carbono de cada compra feita Suzana Camargo - 04/11/2014 às 10:18

cartao-credito-neutraliza-emissoes-carbono-cada-compra-feita-560

Já parou para pensar o quanto de dióxido de carbono é liberado na atmosfera com a fabricação da calça jeans que você comprou no fim de semana? E aquele salmão que você comeu, quantos quilômetros ele percorreu para chegar até o restaurante? E a passagem de avião da viagem de férias?

A resposta é provavelmente não. Não paramos para pensar o quanto os produtos e serviços que adquirimos diariamente impactam o meio ambiente. O quanto de CO2 é emitido na atmosfera na produção de roupas, brinquedos e no transporte de alimentos. Mas o fato é que nossos hábitos de consumo são um dos responsáveis pelo aquecimento global.

Pensando em oferecer às pessoas uma maneira de compensar este impacto, uma empresa de cartão de créditos suíça lançou o Climate Credit Card, em parceria com a South Pole, companhia que faz neutralização de carbono.

Para cada compra realizada com o cartão, a empresa calcula quanto foi emitido de CO2 e este valor é automaticamente repassado para projetos de redução de emissão de gases de efeito estufa. O dinheiro é pago pela operadora e não pelo cliente. Ou seja, ele consegue neutralizar sua pegada de carbono sem ter que desembolsar nada por isso.

A cada mês, a empresa envia extrato detalhado mostrando as compras feitas e o valor de cada compensação. Atualmente a operadora do Climate Credit Card investe o dinheiro em um projeto na Ilha de Nova Caledônia, no Pacífico Sul. Estão sendo instaladas turbinas eólicas que vão gerar energia para cerca de 50 mil pessoas e evitar a emissão de 40 mil toneladas de CO2 por ano.

O cartão só está disponível para moradores da Suíça. Mas fica a dica para empresas que trabalham no Brasil seguirem a ideia inovadora e sustentável. E para você, leitor, sempre refletir na hora da compra sobre o seu impacto no meio ambiente.

Leia também:
Emissões de carbono devem zerar para evitar danos irreversíveis, diz IPCC
Carbono do bem
Planeta Sustentável neutraliza emissões de CO2e do Planeta no Parque 2013

Imagem: divulgação

ver este postcomente

Escultura marinha gigante alerta para o colapso dos oceanos e corais Suzana Camargo - 28/10/2014 às 10:00

escultura-marinha-gigante-alerta para-colapso-oceanos-abre-blog-redacao

Ocean Atlas é o nome da deslumbrante escultura produzida pelo artista Jason deCaires Taylor, uma referência a Atlas, titã da mitologia grega, condenado por Zeus a carregar os céus sobre os ombros pela eternidade.

A escultura tem 5 metros de altura e vai do fundo do mar até a superfície. Ela foi instalada na costa oeste de New Providence, em Nassau, nas Bahamas. Taylor esculpiu a face de uma jovem local, assim como fez em seus demais trabalhos em outros países.

Em vez dos céus, a garota está segurando o “teto” dos oceanos para simbolizar o fardo que estamos deixando para as próximas gerações com nosso descaso com os mares e as milhares de vidas que neles habitam. A sobrepesca, poluição e aquecimento global têm provocado o colapso dos oceanos. E o homem é o principal responsável por todas estas questões.

escultura-marinha-gigante-alerta para-colapso-oceanos-blog-redacao

A escultura, encomendada pelo Bahamas Reef Enviroment Educational Foundation, foi montada em partes, embaixo da água. O material utilizado tem pH neutro, que funciona como um recife artificial, permitindo assim a colonização de novos corais e retirando o estresse provocado pelo turismo em outros habitats naturais.

No topo da escultura há uma luz solar e uma bandeira sinalizadora, que servirão como guia para navegadores.

escultura-marinha-gigante-alerta para-colapso-oceanos-e-mares-blog-redacao

Durante a maré baixa, o reflexo de Ocean Atlas poderá ser visto na superfície do mar. Esta é a maior obra feita pelo artista até hoje. Confira outras lindas imagens do trabalho de Jason deCaires Taylor nesta galeria de fotos do Planeta Sustentável.

Leia também:
Berçário de corais leva vida nova ao mar da Jamaica
É sombrio o cenário futuro da Grande Barreira de Corais

Fotos: divulgação

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts