BLOGS |Blog da Redação

Boliviana constrói casas de garrafas PET para famílias carentes em 20 dias Débora Spitzcovsky - 21/05/2014 às 09:00

Casa-de-Botellas-Ingrid-Vaca-Diez-garrafas-PET-560

Casas de Botellas é o nome da iniciativa criada pela boliviana Ingrid Vaca Diez. Envolvida com trabalho voluntário desde pequena e apaixonada por artesanato, a advogada de Santa Cruz de La Sierra teve a ideia de construir casas de garrafas PET para famílias em situação de extrema pobreza após uma briga com o marido, que não aguentava mais a quantidade de ‘entulho’ que Ingrid guardava em casa para trabalhos manuais. “Dá para construir uma casa com esse monte de PET”, reclamou o parceiro em tom de ironia – o que bastou para acender uma luz na cabeça da boliviana.

Ingrid foi estudar jeitos de construir casas com as garrafas recicláveis e descobriu a fórmula ideal: PETs e uma espécie de cimento sustentável, feito com barro, açúcar, mingau e linhaça.

14 anos depois de começar o projeto, a boliviana já tem no currículo mais de 300 moradias construídas para famílias em situação de extrema pobreza – não só na Bolívia, mas em outros países do continente americano, como Argentina, México, Panamá e Uruguai.

Casa-de-Botellas-Ingrid-Vaca-Diez-garrafas-PET-560-2

Poderia ser muito mais: com cerca de 82 garrafas PET de 2 litros (ou 240 de 600 ml) por metro quadrado, Ingrid garante que é possível construir uma casa em 20 dias, com a ajuda de cerca de 10 voluntários – contando os futuros moradores, que ela faz questão de que participem do processo para dar mais valor à moradia. O problema é que falta matéria-prima e mão de obra disposta a trabalhar “apenas” para ajudar o próximo.

Construir no Brasil está nos planos da boliviana, que está bem animada. Para ela, o povo brasileiro é mais receptivo ao trabalho voluntário e também tem a cultura da reciclagem mais sedimentada, em relação aos outros países da América Latina, o que facilita a coleta das garrafas PET. Com tanto entusiasmo, certamente a advogada vai conquistar o coração de muita gente boa por aqui. Vem logo, Ingrid!

Fotos: Divulgação

Leia também:
Na China, população troca garrafas PET por passe livre no metrô
Uma ideia que ilumina o mundo
Pet-Tree: garrafas de água viram suporte para jardim vertical
PETs ajudam a evitar acidentes nucleares
Dê abraços e ajude a construir escolas de PET
Ganho R$ 600 com bijuterias de garrafa PET 
Escola na Ásia é construída com garrafas PET

ver este postcomente
Comentários

21/05/2014 às 22:13 Fatima Fonseca - diz:

Gostei muito do projeto e gostaria de participar com a doação e incentivo aos compradores de bebida em PET de nossa empresa – BioLogicus.

21/05/2014 às 22:17 Maria Auxiliadora v de moura - diz:

Encantada com o projeto.Muito bom. Parabéns

21/05/2014 às 22:21 Diomira Karasinski - diz:

Adoro pessoas criativas e ainda mais pela possibilidade de oferecer um teto para pessoas carentes ,de parabéns a Sra Ingrid !

21/05/2014 às 22:33 Elisa - diz:

Que trabalho lindo, dentro de tantas noticias ruins ver essa matéria tirou um sorriso do meu rosto fácil fácil rsrsrrssr só tenho uma palavra PARABÉNSS q DEUS te abençoe por isso.

21/05/2014 às 22:52 Ricardo - diz:

Sou técnico do Projeto Recicla-Pe, moro em Gameleira-Pe ja tinha visto essa casas em imagens mas não sabia que era um projeto voluntario tudo de bom essa Ideia, se poder vem pra cá seria otimo!!

21/05/2014 às 23:48 Augusto - diz:

Isso é sustentável ? Não entendo que um monte de plástico pode ser mais sustentável que tijolo de barro ?
Isso pra mim não é reciclar pois esse plástico está ali acumulado e um dia daqui anos ainda será plástico.
Novas garrafas tem que ser produzidas do petróleo porque essas não estão sendo recicladas, ou seja, continua havendo consumo de matéria prima bruta para fabricação de novas garrafas e essas casas são somente um acúmulo de plástico que será um problema ambiental no futuro.
A única diferença é que ao invés delas serem depositadas em um aterro estão tendo utilidade, mas isso não é reciclagem no meu ver, pois os recursos naturais continuam sendo extraídos.

21/05/2014 às 23:54 Geraldo D. Lemos - diz:

Excelente a matéria!!!!

Tem como passar o email Ingrid Vaca Diez para obter mais informações sobre esse projeto??

Muito grato pela atenção.

22/05/2014 às 05:14 Regina Helena Bonfá Pinhone - diz:

Achei muito interessante!
Construção barata, bonita e acima de tudo ajuda a limpar nosso planeta .Não existe um lugar que não tenha uma garrafa pet jogada.

22/05/2014 às 09:22 Jacqueline - diz:

se vier mesmo no Brasil, venha até o Tocantins mais especifico em Gurupi, pois teremos muito prazer em conhecer seu trabalho e suas técnicas em construir casas com garrafas PET.

22/05/2014 às 10:13 Sonia Costa - diz:

Trabalho Divino maravilhoso Obrigada!!!…
A Natureza e o Planeta Agradece.

22/05/2014 às 10:18 Ricardo Kawamorita - diz:

100% reciclável,interessante,mas mesmo assim não deve custar barato!

22/05/2014 às 10:41 Helenice Ribeiro - diz:

Quero ser voluntária nesse projeto.

22/05/2014 às 10:44 Débora Spitzcovsky - diz:

Olá, Geraldo. Tudo bem?

Você pode entrar em contato com a Ingrid pela página do Casas de Botellas no Facebook.
Aqui o link: https://www.facebook.com/casasdebotellas

Abs!

22/05/2014 às 10:55 Jeferson - diz:

Galera https://www.facebook.com/TETObra?fref=ts Eles constrói de madeira, é uma organização sem fins lucrativos que visa a minimizar a pobreza extrema que os governantes querem para poder compra votos em troca de alguma coisa.

22/05/2014 às 12:08 elizabeth dos reis - diz:

ingrid eu gostaria muito de realizar meu sonho de ter minha casa no estilo das q vc faz p/ as pessoas carentes.
depois de ter minha casa queimada e procurando o poder publico obtive a seguinte resposta : vc é nova ainda e pode trabalhar e construir de novo.
e nunca + apareceram p/ saber se estou viva ainda.
depois de algum tempo consegui outra casa q o cupim ta comendo toda, mas fazer o q não posso fazer outra e agora atraves de uma amiga q postou na internet seu trabalho,compreendi q ainda ha uma luz no fim do túnel.
Deus te abençoe pelo teu trabalho

22/05/2014 às 14:01 Josane - diz:

Muito interessante, gostei muito e tenho interessa em fazer parte deste projeto com a Ingrid.

22/05/2014 às 14:58 Lú Camargo - diz:

MUITO BOM, ACHEI UMA OTIMA IDEIA, PARABÉNS…
QUE VENHA MAIS E MAIS IDEIAS BOAS COMO ESSA P AJUDAR AS PESSOAS…

22/05/2014 às 15:50 ROSA MARIA RODRIGUES - diz:

BOA TARDE!

GOSTARIA MUITO DE PARTICIPAR DE ALGUMA FORMA NESSE PROJETO.

AGUARDO RESPOSTA,
OBRIGADA.

22/05/2014 às 17:20 leila araujo - diz:

seria otimo fazer aqui no rio de janeiro.pelo menos, ia despoluir a baia da guanabara com tantas carrafas jogada na baia.

22/05/2014 às 22:18 Rivaldo Rosa Pereira - diz:

Parabéns pela iniciativa,seja bem vinda ao Brasil quanto mais reciclar, reutilizar,reaproveitar,repensar nos processos,melhor será o futuro do nosso planeta.

23/05/2014 às 00:32 Neusa Johann - diz:

Parabens pelo seu trabalho!! Admiravel!! Gostaria de receber informacoes de como fazer uma casa, ou so um comodo com garrafas. mandem tambem a receita de como fazer o barro, quantidade dos ingredientes etc… Muito obrigada.

23/05/2014 às 13:33 marcos - diz:

se vir à Curitiba eu quero ajudar :)

23/05/2014 às 13:59 marcos - diz:

Augusto: vc tem noção do tamanho da besteira que acabas de dizer?
1º a idéia é dar uma utilidade ás garrafas que possivelmente seriam jogadas fora. EX: na cidade onde elas são construídas pode haver uma ação de coleta, uma excelente arrecadação, visto que, independente desse tipo de ação, novas garrafas sempre serão produzidas, ou vc acha que se se elas forem recicladas o produto novo vai parar de ser produzido? acho que não né?
2º pesquise um pouco de onde vem os tijolos. Posso lhe adiantar um pouco: tijolos são feitos de terra, isso mesmo TERRA, logo não são sustentáveis e direi pq: A maioria da produção de tijolos é feita sem fiscalização, ou seja, a matéria prima ( a terra, lembra?) é retirada de qualquer lugar acabando com ecossistemas e causando um impacto ambiental muito grande.
3º a ideia aqui é REDUÇÃO DE GASTOS, dar moradia para pessoas carentes, aquelas que não tm como pagar por uma casa sabe? por isso a construção é baseada em voluntários, sabe?
Gostaria que, antes que vc saísse na net, criticando iniciativas como esta, levantasse a bunda da cadeira e ajudasse ao proximo. sei lá, repense a frase que vc escreveu, acho q uma boa maneira seria ajudando na construção destas casas qq vc acha??
abraço.

23/05/2014 às 14:51 Mayrê Bianca - diz:

Acho que o Augusto não entendeu o tópico que diz “CONSTRÓI CASAS PARA FAMÍLIAS CARENTES COM GARRAFAS PET”…
Quer dizer, as garrafas estão deixando de poluir o meio ambiente para serem utilizadas na construção de uma moradia, só isso!! E não é sustentável???
Aahh tá!!

24/05/2014 às 10:24 samuel - diz:

fascinante muito lindo mesmo

24/05/2014 às 14:29 ROSANGELA ROSARIO - diz:

MARAVILHOSO !!!! PARABÉNS PELO SEU PROJETO. PRECISAMOS ENSINAR E DIVULGAR, PARA REALMENTE ERRADICAR A POBREZA DA MORADIA !!! MUITO, MUITO LINDO. QUE DEUS TE ABENÇOE SEMPRE E ILUMINE COM NOVAS IDÉIAS !!!!
COMO PODEREMOS DIVULGAR O SEU FEITO TAO BELO ? QUE TRÁS FELICIDADE AS PESSOAS. PARABÉNS POR TRANSFORMAR A VIDA DO PRÓXIMO. !!!!!

25/05/2014 às 15:01 eduardo - diz:

poxa gostaria muito de poder conhecer alguma pessoa que pudesse me ajudar a construir uma casa para mim pois eu tenho um terreno mas minha renda não dá nem para alimentação direito. mas quem sabe apareça alguém que possa realizar meu sonho. ok, abracos

25/05/2014 às 22:25 Raquel - diz:

Uma boa forma de reaproveitamento , e poder ajudar uma pessoa ter uma moradia digna é motivo de orgulho .Parabéns Ingrid

29/05/2014 às 16:39 Schneider - diz:

Concordo com o Augusto.
Se está no site Planeta Sustentável, deveria ser algo sustentável.
As pequenas iniciativas para destinar as garrafas PET não ajudam a resolver o problema gerado pelas PET. Apenas amenizamos e assumimos a responsabilidade das empresas.
A solução é obrigar as empresas a recolher e reciclar o lixo que elas produzem e ainda reduzirmos o consumo deste tipo de produto. Se achamos que PET polui devemos parar de consumir. Leiam sobre isso e verão que tem muita gente que defende este ponto de vista.
E a propósito, xingar pessoas que tem uma visão contrária ou que fazem criticas é uma atitude que não combina nem um pouco com sustentabilidade.
Cada um tem o direito de expressar e defender seu ponto de vista, seja contra ou a favor.

29/05/2014 às 19:57 Ivo Adnil - diz:

Gostei muito da ideia e gostaria de receber mais informações pois tenho um lote em Barra dos Coqueiros/SE e desenvolvo um projeto(ocupacional) “Transformando o lixo seco em arte” e é meu sonho construir algo assim para sensibilizar a nossa comunidade e gestores a ver outras possibilidades na busca de soluções para o descarte e para moradia.

09/06/2014 às 21:22 cleci - diz:

Parabéns Ingrid pelo belíssimo trabalho! Gostei muito da sua ideia e quero fazer uma casa compartilhando sua ideia mas, para meu projeto acontecer eu preciso ver com você a possibilidade de me enviar passo a passo como executar.

Fico grata pela atenção obrigada…

15/06/2014 às 17:37 Ruth - diz:

A sutentabilidade se fundamenta em 4 pilares: repensar, reduzir, reutilizar e por fim reciclar esse projeto é extremamente sustentável deve ser subsidiado e copiado.

18/06/2014 às 22:23 LEILA SANTOS - diz:

GOSTEI MUITO DESSA IDEIA PARABÉNS!!!

07/08/2014 às 17:09 Georgia marcia - diz:

Ingrid por favor me ajude a realizar o sonho da minha irmã, que é construir uma casa de garrafas pet. sou moradora de Betim, e acho que o seu projeto irá beneficiar várias familias na região.

07/12/2014 às 22:08 ediel g. silva - diz:

Bela iniciativa, assim como um maravilhoso projeto. A adv esta de parabens.
Com o sobrenome( apelidos) Vaca Diez, deve ser irma de un dos melhores neurocirurgiao de santa cruz, Dr. Rolando Vaca Diez.

13/01/2015 às 15:59 ana oliveira - diz:

Penso k não há adjectivos pra esta mulher..
É de sublime nobreza ……………!

03/07/2015 às 20:55 franciane rocha mourão - diz:

Parabens a todos os inteligentes do planeta terra, que faz ações concretas que viabilizar a nossa casa mãe terra, mas humana, justa e solidaria..

28/07/2015 às 09:27 João Batista Gomes Maiano - diz:

Parabéns, você é uma guerreira, admiro muito as pessoas que lutas para ajudar os mais carentes, é muito importante a gratificante fazer os outros serem felizes com coisas que todo mundo pode fazer, mais poucos tem interesse de ajudar os outros. Parabéns mesmo valeu a ideia abraços.

Deixe aqui seu comentário: Preencha os campos abaixo para comentar, solicitar ou acrescentar informações. Participe!

Enviar

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts