BLOGS |Blog da Redação

As 40 condições para a Usina de Belo Monte Débora Spitzcovsky - 02/02/2010 às 16:07

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, e o presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, concederam, na tarde de ontem, a LP – Licença Prévia para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, que pretende ser a terceira maior hidrelétrica do mundo.

O documento, no entanto, listou 40 condicionantes para diminuir os impactos socioambientais da construção da Usina, que devem ser cumpridas pelos empreendedores responsáveis pelo projeto, antes do início das obras. Entre elas, estão:
– a adoção de áreas de conservação;
– a melhoria das condições de vida da população impactada pelas obras;
– o monitoramento de florestas e
– a elaboração de um plano de conservação para os ecossistemas aquáticos e terrestres na região da usina.

Segundo o MMA, para atender às exigências, os empreendedores gastarão cerca de R$ 1,5 bilhão. Se alguma das condições não for cumprida, o Ibama e o Ministério prometem que a licença será suspensa imediatamente.

Depois de tantas polêmicas, o ministro Carlos Minc considerou que a história teve um desfecho positivo. Isso porque o projeto original previa a construção de 4 usinas e uma área alagada de 1500 km², que inviabilizaria qualquer tipo de vida na região. Agora, o projeto pretende alagar 500 km², em um local que, segundo o ministro, já sofre alagamentos todos os anos, devido às cheias do rio Xingu.

Você também acredita que a história teve um final satisfatório?

*Ibama
*MMA

ver este postcomente
Comentários

02/02/2010 às 23:22 Anônimo - diz:

francisco inocencio de carvalho filho – diz:Quando um grande empreendimento é bem elaborado mitigado e importante para região e para o país, tona-se claro a importância do IBAMA no contexto geral, parabens para região e para todo o Brasil que necessita de muita energia em apoio ao crescimento do País e suprir as necessidades basicas (qualidade de vida) forte abraço a redação e fiquem com Deus,um cidadão brasileiro e amigo do ser humano.

10/03/2010 às 15:25 Anônimo - diz:

Joaquim Marcos Almeida – diz:Gostaria de muito de obter mais informações sobre a construção da Usina de Belo Monte. Fiquei maravilhado quando ouvi uma reportagem a respeito.obrigado

17/04/2010 às 14:14 Anônimo - diz:

Ivana Maria Capasso – diz:Será que esse projeto é realmente necessário? Quem será beneficiado por essa geração de energia? Será que outro país poderá usufruir dessa energia futuramente, pagando a preço de banana? E será que não há como explorar outras alternativas de energia, como o tratamento térmico do lixo? Poderia ser instalado em todas as cidades do Brasil. Resolveria o problema do lixo e economizaria a energia gerada pelas hidrelétricas que já estão em operação no país.

08/06/2010 às 19:26 Anônimo - diz:

leticia – diz:acho que belo monte e na verdade um belo monstro,mata-rá animais que ja estão quase em extinção ,peixes,arvores(devido o alagamento das areas) e principalmente vai tirar indios do seu lugar de origem.E se eles nao quiserem sair de la pela sua cultura e suas rotina.Acho bom pensarem nisso,pois,eu nao gostaria de ser tirada da minha casa a força nem ter meu alimento perdido(quem sabe para sempre).Pensem nisso!

29/11/2011 às 18:19 Ivan - diz:

Peço desculpas pelo linguajar que vou usar.

Isto é tremendo falta de respeito com biodiversidade do Pará, como que estes políticos tem a cara de pau de insistir com esta palhaçada iludindo a população da região com emprego? quem deles tem conhecimento técnico para estar trabalhando em uma hidrelétrica? a única coisa que a populçaõ vai fazer lá é trabalho de peão, trabalho braçal mais nada ‘não desfavorecendo as pessoas que trabalha nesta área’ a maioria dos empregados que eles vão estar contratando vai ser de outros estados e fora do pais, enquanto isto os trabalhadores da região vão estar ganhado de um salário a dois salários mínimos, mais benefícios. como que esta população pode ser tão retardada em ver este projeto como a solução do problema de do estado? isto vai piorar mais ainda, vai estar acabando com tudo neste maravilhoso lugar, e o IBMA quando um nativo esta pescando para sustentar a família ou trabalhado em madeireiras o IBAMA chega falando isto não pode estar destruído a fauna e a flora, isto é um ato hediondo contra o planeta, vou ter que aplicar uma multa e recolher o equipamento de vcs…ai falam que estão seguindo os 40 mandamentos para estar fazendo esta porcaria da HIRELETRICA MENTIROSA QUE VAI AJUDAR EM PORCARIA NENHUMA só acabar com a biodiversidade do local e nada mais…. por que não aplica este dinheiro em saúde e educação que este povo esta precisando? por que não fazer algo de bom e criar UM PROJETO que vai estar ajudando eles no desenvolvimento do estado, e não destruindo e iludindo eles, e o pior que gente no Brasil que concorda com uma porcaria dessa, alegando que estará ajudando no desenvolvimento do estado, vcs não um pingo de noção de bom censo ou alguma coisa na cabeça, aceitar esta mentira que eles impõem…

“Nenhuma das reservas indígenas existentes em torno da área do empreendimento será alagada. A mais próxima delas fica a 31 quilômetros da franja [margem] do lago que será criado. Nenhum dos cerca de 1,6 mil índios terá que sair de onde se encontra hoje”, disse Lobão.’’

Onde isto…me fala? onde isto?… A hidrelétrica de Belo Monte ocupará parte da área de cinco municípios do Pará: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Senador José Porfírio e Vitória do Xingu, e onde que é só 1,6 mil indios que se encontra, vcs ão uns mentirosos…

O secretário do Ilumina diz ainda temer que o custo da obra seja maior do que o previsto, mas acredita que fique bem abaixo dos R$ 30 bilhões especulados. “Eu acho que houve certa precipitação, o governo deveria ter feito com mais calma. Tenho temor de que possa aparecer algo que não foi devidamente estudado e que vai aumentar o custo da obra.”

30 bilhões???? Que absurdo!!!!

Peço desculpas, isto foi um desabafo, so um coisa para os Anonimos do Brasil…por que vcs não cai em cima dessa situação que esta rolando e tenta sair um pouco do foco da midia, que a hidrelitra de Monte Carlos que esta sendo ofuscada pela midia…

26/10/2013 às 21:17 joice shinideer de Albuquerque - diz:

verdadeiramente é uma falta de colaboração das autoridades,os quais,estão pressupondo tais aspectos ligados a melhoria e surgimento viáveis que dizem eles,não sabendo, os danos e nem dando importância tampouco para os diferentes tipos de habitats e habitantes

Deixe aqui seu comentário: Preencha os campos abaixo para comentar, solicitar ou acrescentar informações. Participe!

Enviar

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente e transversal, tradutível em múltiplas linguagens, necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Débora Spitzcovsky e Marina Maciel e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Débora SpitzcovskyRepórter

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts