BLOGS |Blog da Redação

10 temas que ‘bombaram’ nas redes sociais do Planeta Sustentável em 2013 Marina Maciel - 20/12/2013 às 08:41

Já fez sua lista de promessas para o ano novo? Nós fizemos a nossa! Só que não com promessas.

Queremos celebrar, aqui, os 10 melhores momentos das nossas redes sociais em 2013, com os conteúdos que mais bombaram, e em contagem regressiva…

10.  9 INCRÍVEIS JARDINS VERTICAIS PELO MUNDO
Inserir espaços verdes em áreas verticais é tudo de bom: não é necessário expandir o território da cidade, ajuda a dar um toque vibrante aos centros urbanos, a filtrar as impurezas do ar e, ainda, a melhorar o clima. Nesta galeria de imagens, veja nove jardins verticais impressionantes.

Aproveite para conhecer o jardim vertical do Minhocão, famoso elevado da cidade de São Paulo, lançado este mês. É o primeiro realizado em empena cega.

jardins-verticais

9. ANIMAIS ABANDONADOS ESTRELAM CALENDÁRIO DE 2013
Todo mundo quis ver os cães e gatos abandonados e vítimas de maus tratos que tiveram um dia de modelo em Londrina/PR para mostrar sua capacidade de superação. Eles estrelaram o calendário Vira Latas de Raça 2013 para incentivar a adoção de animais. Veja algumas das imagens nesta galeria de fotos.

Já que estamos no assunto, sabia que o abandono de animais nas férias aumenta 70% em São Paulo e no Rio de Janeiro? Isso porque os donos querem viajar no período, mas não podem levar bichinhos e não têm com quem deixá-los.

539944_522727207753291_1488478454_n

8. CIDADE INGLESA É TOMADA POR HORTAS QUE OFERECEM ALIMENTOS GRATUITOS A SEUS MORADORES
Em Todmorden, 17 mil pessoas comem de graça em mais de 40 canteiros comestíveis espalhados pela cidade. O mais impressionante é que as hortas ficam em qualquer lugar: em banheiras nas ruas, no quintal da delegacia da cidade e até no cemitério local.

horta-coletiva

7. 11 DICAS PARA DEIXAR A CASA MODERNA
A edição de 2013 do Manual de Etiqueta, do Planeta Sustentável, trouxe várias dicas bacanas de sustentabilidade para você aplicar no dia a dia. Extraímos 11 ideias do livrinho e transformamos em uma galeria de imagens, para ajudar você a deixar sua casa mais moderna, bonita e sustentável.

Baixe o seu!

988235_10152141686029465_773373366_n

6. VIVER SEM GASTAR É POSSÍVEL? FAMÍLIA ALEMÃ FAZ GREVE DE DINHEIRO HÁ TRÊS ANOS EM PROTESTO CONTRA CONSUMO EXCESSIVO
Se passar um dia sem gastar é difícil, imagine ficar em greve de dinheiro por três anos. Essa foi a forma que a família Fellmer encontrou para protestar contra o que chamam de “sociedade de consumo excessivo”.

forward-the-revolution-e1362174140448

5. O SEU “CURTIR” NO FACEBOOK PODE MESMO SALVAR UMA VIDA?
Prepare-se para uma verdade crua: o seu “curtir” naquela foto do Facebook que promete ajudar a criancinha com câncer não faz a menor diferença. Mas isso não significa que você não pode mudar a vida de alguém para melhor de outra forma. Pode!

likes-ajudar-2-550x362

4. UMA IDEIA QUE ILUMINA O MUNDO
A ideia simples de um mecânico brasileiro caiu nas graças de todo o mundo e já é usada em mais de um milhão de casas. Com uma garrafa PET, água e alvejante, Alfredo Moser criou uma lâmpada poderosa, acessível e que não consome energia.

LAMPADA_OK

3. OS 22 COGUMELOS MAIS ESTRANHOS DO MUNDO
Fungos que brilham no escuro, causam alucinações, assumem formatos esquisitos e até transformam formigas em zumbis. Veja as fotos na galeria de imagens.

01-cogumelos-mais-estranhos-mundo

2. 12 PRODUTOS QUE VOCÊ ACHOU QUE FOSSEM RECICLÁVEIS, MAS NÃO SÃO
Outra galeria de imagens do Manual de Etiqueta está entre as mais clicadas do ano. Esta traz dicas de reciclagem e lista materiais que ainda não têm outro destino se não o lixo comum.

Baixe seu exemplar!

1009776_10152141685909465_116909417_n

1. 132 ANOS DE AQUECIMENTO GLOBAL, EM 52 SEGUNDOS
Este é o post que mais bombou nas redes sociais do Planeta Sustentável em 2013 . Não é à toa! Em 52 segundos, o vídeo mostra o que aconteceu com a temperatura do nosso planeta entre 1880 e 2012. E o cenário não é nada animador… Esse texto integra o Blog do Clima, lançado este ano pelo Planeta Sustentável, com curadoria do engenheiro florestal Tasso Azevedo. Se você gosta do tema e quer saber mais, acompanhe: tem novidade, sempre.

1450121_10152415519944465_1853315866_n

Obrigado pelos cliques, pelos comentários, curtidas e compartilhamentos! Nos vemos em 2014!

Leia também:
10 momentos marcantes da sustentabilidade em 2013

ver este postcomente

Marte é o planeta Terra amanhã? Jéssica Miwa - 18/12/2013 às 07:00

sera-marte-futuro-de-terra
A imagem acima poderia ser de algum lugar da Terra, não? Mas não é. A paisagem é marciana e mostra o planeta há 4 bilhões de anos. Qualquer semelhança pode ser não ser mera coincidência…

Era uma vez, há bilhões de anos, um planeta muito parecido com o planeta Terra. Lá, havia camada atmosférica, água líquida, montanhas e – quem sabe?! – até mesmo seres vivos. Este planeta, caros leitores, era – pasmem!!! – Marte.

Sim, é isso mesmo! A Nasa, agência espacial americana, divulgou vídeo que mostra como era o “planeta vermelho” há quatro bilhões de anos, e é resultado de investigação que visa apresentar os motivos pelos quais Marte perdeu sua atmosfera.

Depois de muitos estudos sobre as mudanças climáticas locais, os cientistas americanos concluíram que o clima desse planeta era mais quente por conta da densa camada atmosférica, muito semelhante à da Terra de hoje.

As condições atuais de Marte – que apresenta baixa pressão atmosférica e frio dominante – impedem que o planeta tenha água líquida, como já houve um dia. Mas ainda não é possível afirmar se o clima habitável durou tempo suficiente para que surgisse vida no planeta.

A animação é uma das mais complexas já produzidas pela Nasa e as semelhanças entre os ‘dois mundos’ podem não só surpreender como assustar. Diante de tais evidências, fica muito fácil pensar que talvez seja esse o futuro do nosso planeta. Será que as mudanças climáticas, que já se manifestam, indicam que o futuro da Terra é Marte?

Em setembro de 2014, a Nasa deverá ter resultados mais efetivos da missão enviada em novembro à Marte. A data coincidirá com a apresentação da síntese do 5º Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU, cuja primeira parte foi lançada este ano, como mostramos em nosso Blog do Clima. Vamos aguardar.

Leia também:
IPCC, cada vez mais certo
Atmosfera de Marte é feita de CO2
Impacto das mudanças climáticas na saúde da população preocupa governo brasileiro
Aquecimento trará o fim do mundo como o conhecemos?

Fonte: NASA

Foto: Reprodução

ver este postcomente

Transposição de água do mar Vermelho pode salvar mar Morto da extinção Débora Spitzcovsky - 17/12/2013 às 09:00

mar-morto-transposicao-mar-vermelho-560

Pensa que só no Brasil há projetos polêmicos de transposição? No Oriente Médio, um acordo recém-assinado que prevê a transposição de água do mar Vermelho para o mar Morto também está dando o que falar. 

Tudo começou há alguns anos com a constatação de que o mar Morto está fazendo jus ao nome e, até 2050, pode desaparecer para sempre. Considerado a maior depressão do planeta, o lago passa por um processo acelerado de evaporação. Em 40 anos, seu volume de água caiu dois terços – e essa perda pode se intensificar, à medida que a temperatura na região aumentar por conta do aquecimento global

A solução encontrada para evitar o funeral do mar Morto? Realizar uma transposição de água do mar Vermelho. Israel, Jordânia e Autoridade Palestina – os três países que têm responsabilidade sobre as águas do lago salgado – acabam de assinar acordo que prevê a construção de um duto entre os dois pontos. O projeto, que tem o aval do Banco Mundial, tem custo final estimado em R$ 22,9 bilhões. 

A ideia é extrair, anualmente, até 200 milhões de metros cúbicos de água do mar Vermelho, que cruzarão cerca de 200 quilômetros de deserto, entre Israel e Jordânia, dentro de uma tubulação, apenas com a força da gravidade – já que o mar Morto está bem abaixo do nível do mar Vermelho. Parte do recurso será dessanilizado para oferecer água potável à Jordânia e Israel. O restante, junto com os resíduos da dessanilização, será despejado no mar Morto, para evitar sua extinção.

Parece uma boa ideia? Não para os ambientalistas. O primeiro ponto defendido por eles é que os governos estão atacando o problema sem se preocupar com a causa. O mar Morto está secando por conta do consumo abusivo de água, que não será resolvido com a transposição do mar Vermelho. Cerca de 95% da água do rio Jordão que deveria desembocar no lago salgado não chega ao seu destino, porque é interceptada por jordanianos, israelenses e palestinos, sobretudo para uso na agricultura.

A segunda questão é que o mar Vermelho e o mar Morto possuem qualidade e composição química de água diferente. Ao misturá-las, podem-se gerar reações químicas perigosas, como uma crosta de gesso flutuante que poderia acelerar a morte do lago salgado.

Alheios às críticas, Israel, Jordânia e Autoridade Palestina seguem seus planos de transpor a água do mar Vermelho e chamam o projeto de “nada menos do que histórico”. Em um ano, eles pretendem abrir as licitações para construir o duto e a usina de dessalinização, para só depois avaliar o impacto ambiental da obra. Será que essa história vai acabar em ressuscitação ou assassinato?

Foto: Cristian Kirshbom/Creative Commons

Leia também:
Mar Morto encolhe com taxa recorde 
Mar Morto: entre os 10 lugares para ver antes que seja tarde 
A paz pede água 
Estudo revela diminuição da água nos rios Tigre e Eufrates

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts