BLOGS |Blog da Redação

Menina de oito anos dá início a campanha global de combate à falta de água no mundo Débora Spitzcovsky - 30/07/2012 às 09:00

Você já ouviu falar na pequena Rachel Beckwith? Em seu aniversário de nove anos, a menina surpreendeu muitos adultos ao pedir de presente doações para a ONG internacional charity: water*, ao invés de brinquedos. Rachel criou um perfil na página da organização em que contava que descobriu que milhões de pessoas não vivem até o quinto aniversário por falta de água limpa e pediu aos seus familiares e conhecidos que a ajudassem a juntar US$ 300 para lutar contra essa realidade.

Infelizmente, por conta de um acidente de trânsito, Rachel morreu antes de completar os tão esperados nove anos, mas sua causa continua viva até hoje. Ao invés de US$ 300, a campanha da menina arrecadou mais de US$ 1 milhão (também por conta da repercussão que sua morte teve em todo o mundo) e desde julho, quando Rachel faleceu, a mãe da menina, Samantha Paul, promoveu outras ações de arrecadação, nos mesmos moldes, para a charity: water.

A mais recente delas, batizada de Rachel’s Birthday Wish for Sienna (O Desejo de Aniversário de Rachel para Sienna, em português), é inspirada na irmã mais nova da menina, Sienna, que completa três anos em 22/08. De acordo com Samantha, Rachel era muito apegada a bebê e iria desejar que as pessoas de todo o mundo a ajudassem a arrecadar US$ 90 mil para contribuir com as famílias que vivem no Camboja, na Ásia, sem acesso à água potável.

Que tal ajudar a celebrar o aniversário de três anos de Sienna de forma cidadã? A campanha está aberta a doações, aqui. Por enquanto, Sienna já ganhou mais de US$ 19 mil de aniversário – que, na verdade, serão um presente e tanto para os habitantes do Camboja. Será que a menina vai conseguir juntar os US$ 90 mil que deseja?

*ONG charity: water

Leia também:
Canadense de 11 anos canta pela preservação de sua aldeia
Menino de 13 anos revoluciona método de captação de energia solar
Os adultos podem aprender com as crianças?
A incrível história da garota que criou sua linha de cosméticos não tóxicos
O garoto do plástico
A incrível história dos jovens voluntários que salvaram um bairro
A incrível história da garota que virou modelo para salvar o planeta

ver este postcomente

Moradores de Chicago são convocados a cuidar das árvores da cidade nesse verão Marina Franco - 27/07/2012 às 12:04


Que planta requer cuidado especial em determinadas estações, todo mundo sabe. Mas às vezes o trabalho de órgãos públicos e administração de parques pode ser insuficiente. É o que está acontecendo em Chicago, que passa pelo intenso verão do Hemisfério Norte – que já foi apontado como o mais quente da história. Tendo em vista que não teria mão-de-obra ou equipamentos suficientes para a atenção extra que precisam suas árvores, o Chicago Park District*, que dirige os parques da cidade, resolveu pedir ajuda seus habitantes.

Em parceria com a associação Friends of the Park*, mobilizou os moradores de Chicago para regar as árvores dos lugares que frequentam. Nos 8.100 acres de verde sob a administração do Chicago Park District há 250 mil árvores, sendo que 10 mil delas foram plantadas nos últimos três anos. Elas são o foco da campanha. Por serem jovens, são as mais suscetíveis à seca e a doenças.

Como incentivo para receber água, as árvores foram tageadas com sobre a sua contribuição, em dólares, para o meio ambiente, calculada com ajuda da ferramenta Tree Benefits Calculator*. Além disso, na tag há um QR Code que remete a uma página na internet com mais vantagens sociais, econômicas e ambientais.

As duas entidades dão dicas sobre como cuidar das árvores plantadas mais recentemente. Você pode segui-las para ajudar a cuidar dos exemplares jovens da sua cidade:
- se você mora em frente a uma área verde, puxe uma mangueira de água da sua casa para regar as árvores;
- se em um parque há uma fonte de água, leve a mangueira, a ligue na fonte e regue as árvores;
- se você não tem acesso a uma mangueira, leve um galão de água para despejar na base das árvores jovens;
- é melhor regar as árvores de manhã cedo ou no início da noite, não no meio do dia;
- não regue na base do tronco, para evitar decomposição e ataques de fungos nas árvores “estressadas” por causa da seca;
- se você vir alguém fazendo churrasco ao ar livre, lembre a pessoa para não despejar as brasas perto das árvores.

E você, sabe se o verde da sua cidade está sendo bem cuidado? O que acha de ajudar em sua manutenção?

*Chicago Park District
*Friends of the Park
*Tree Benefits Calculator

Leia também:
Água para seca
Ricardo Cardim: o caçador de tesouros verdes
Dez árvores formidáveis e as razões para preservá-las
Dinheiro dá em árvore, sim
Como as árvores afetam o clima?
O chamado das árvores
Toda árvore neutraliza a mesma quantidade de dióxido de carbono?
Quanto custa a sua rotina… em árvores

ver este postcomente

Fundação distribui em padarias senhas de espera altíssimas para conscientizar para importância da doação de órgãos Débora Spitzcovsky - 25/07/2012 às 09:00

Qual seria sua reação caso entrasse em uma padaria para comprar algo e houvesse milhares de pessoas com senhas para serem atendidas antes de você? Pois diversos consumidores de São Paulo passaram por esta situação, “vítimas” de uma campanha da Santa Casa de Misericórdia que pretendia conscientizar para a importância da doação de órgãos.

A instituição escolheu alguns mercados e padarias de São Paulo que trabalham com o sistema de atendimento por senhas para fazer uma “pegadinha do bem” com os cidadãos. Ao entrar no estabelecimento, os clientes ganhavam senhas de espera com números altíssimos, como 27951, enquanto o painel de atendimento marcava números bem menores, como 140.

Antes que pudessem se revoltar com a demora do serviço, o próprio ticket explicava a situação: “Essa seria a sua posição se você estivesse na fila para receber um órgão. Seja doador de órgãos. Comunique sua família”, dizia o papel, que, logo abaixo, comunicava a real senha de atendimento do cliente (que, claro, era bem menor).

A ideia era que, por alguns segundos, os cidadãos pudessem experimentar, de alguma forma, a sensação daqueles que há tempos aguardam por um transplante de órgão e, assim, refletir a respeito da possibilidade de ser um doador. Curtiu?

A iniciativa, batizada de Ticket de Espera, foi documentada em vídeo e provocou as mais diversas reações nas pessoas. Assista abaixo!

Foto: Reprodução

Leia também:
“Enquanto você espera o trem, ele espera um rim”: ação incentiva doação de órgãos
Até uma criança pode ser doadora
Doe sangue e ganhe um pen drive
Por que a doação de órgãos ainda é tão difícil?

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts