BLOGS |Blog da Redação

Megamutirão quer limpar cidades em 24 horas Débora Spitzcovsky - 31/01/2011 às 10:00

Débora Spitzcovsky

Criado em 2007 pelo ambientalista estoniano Rainer Nolvak, o movimento Let’s Do It, definitivamente, não é para aqueles que duvidam do ditado “a união faz a força”: ousado, o projeto propõe criar mutirões de limpeza, em diversas cidades do mundo, para “varrer” todo o lixo das ruas em 24 horas – ou, no máximo, um final de semana.

A iniciativa – que já foi realizada, com êxito, em países como a Estônia (para conferir o sucesso do Let’s Do It na nação européia, assista ao vídeo no final do post) – iniciará suas atividades no Brasil em março deste ano, com o nome Limpa Brasil – Let’s Do It.

Já na estréia, o projeto enfrentará um desafio: a primeira cidade a receber o megamutirão da limpeza será o Rio de Janeiro, que segundo dados do IBGE tem mais de 1,2 milhão de toneladas de lixo jogadas, anualmente, em suas ruas e praias por moradores e turistas. A ação acontecerá na primeira semana de junho e quem quiser já pode se voluntariar para participar do mutirão. 

Neste ano, a organização do projeto ainda pretende limpar outras 13 cidades brasileiras, que são as mais populosas do país: Belo Horizonte, Brasília, São Paulo, Belém, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Guarulhos, Manaus, Porto Alegre, Recife e Salvador. No site da iniciativa, é possível conferir as datas de cada mutirão e se cadastrar como voluntário para a “faxina”.

Quem mora em cidades que não estão no planejamento de 2011 do Limpa Brasil não precisa desanimar. O projeto pretende ficar no país por uma década e ainda promete criar um plano educacional sobre lixo para escolas públicas, com a colaboração do Instituto Akatu e do Canal Futura. Afinal, de nada adianta limpar a cidade, se a população continuar sujando, não é mesmo?

E, aí? Let’s do it?


Leia também:
Movimento Limpa Brasil quer tirar o lixo das ruas
Lixo na rua, lixo na mente 
Lixo das ruas também polui rios 
Um fiscal voluntário para o lixo   

*Limpa Brasil – Let’s Do It!

ver este postcomente

Um reality show da construção sustentável Débora Spitzcovsky - 28/01/2011 às 10:00

Débora Spitzcovsky

Muita gente elogia o reaproveitamento de materiais, mas poucos incorporam a ideia – ainda mais na própria casa. É por isso que o arquiteto Danilo Corbas pode ser considerado um exemplo! Além de defender o reaproveitamento de materiais na construção civil, o profissional está erguendo a própria casa com contêineres marítimos velhos: é o Projeto Casa Container, que pode ser acompanhado, passo-a-passo, pelos internautas!

A casa está sendo construída em um condomínio residencial na Granja Viana, em São Paulo, e cada novidade na obra é postada por Corbas no blog do Projeto. Lá, o arquiteto também dividi com os internautas iniciativas que considera interessantes na área da construção civil. Por enquanto, a última notícia que Corbas deu sobre a construção da casa foi a respeito do transporte e posicionamento dos contêineres no terreno.

Apesar de ser o foco da obra, o uso das estruturas marítimas velhas não é a única opção sustentável que Corbas fará em sua nova casa. O arquiteto ainda pretende adotar muitas outras “atitudes verdes” na construção da residência, como a implantação de telhado verde e sistema de reaproveitamento da água da chuva e o uso de tintas à base de água na pintura da casa.

Segundo o arquiteto, além de ecologicamente correto, o uso de contêineres barateia o custo da obra e, ainda, agiliza o processo de construção. E aí, se anima a copiar a ideia?

Leia também:
A vila dos contêineres 
Contêineres viram moradias coletivas
Moradia para viagem   

*Projeto Casa Container

ver este postcomente

Planeta Sustentável está entre os mais votados do GreenBest Débora Spitzcovsky - 27/01/2011 às 12:09

Débora Spitzcovsky

A equipe do GreenBest 2011 de Sustentabilidade acaba de divulgar a primeira prévia da votação popular do Prêmio e, graças aos nossos leitores, o site do Planeta Sustentável está entre os cinco mais votados na categoria “Veículo de Comunicação de 2010”.

O prêmio ainda divulgará outras duas prévias, antes do encerramento da votação popular, em 16 de março. Após essa data, o GreenBest 2011 anunciará os três melhores veículos de comunicação do Brasil na área de sustentabilidade. Nesta categoria concorrem, ainda, outras duas publicações superbacanas da Editora Abril: o Guia Exame de Sustentabilidade e a Veja Sustentabilidade.

E, na categoria “Sites e Aplicativos”, o aplicativo Aves do Brasil – Mata Atlântica, lançado em dezembro do ano passado pelo Planeta Sustentável, também concorre ao prêmio.

Se você ainda não votou, corra para o site do GreenBest e ajude a escolher os melhores de 2010 na área de sustentabilidade! Basta eleger os seus três concorrentes preferidos, em cada categoria, e confirmar sua opção. É super-rápido e o seu voto tem muito valor para nós! Participe! 

Leia também:
Vote no Planeta Sustentável!  

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts