BLOGS |Blog da Redação

Como está o nível de água dos rios? Planeta Sustentável - 30/04/2009 às 14:13


Responder a essa pergunta, agora, se tornou fácil. A Ana – Agência Nacional de Águas – disponibiliza em seu site, diariamente, informações sobre os rios amazônicos. Inicialmente, os relatórios serão divulgados até as cheias de cada um deles: no rio Negro, em junho, e nos rios Acre e Madeira, em maio, por exemplo.

O monitoramento é veiculado na versão explicativa, na área de notícias, e como gráfico, o que permite um melhor acompanhamento. Ontem, dia 29 de abril, o nível do rio Negro chegou a 28,65m em Manaus, no Amazonas. Trata-se da cota máxima histórica registrada para esta época do ano.

O quadro dá continuidade ao comportamento do curso d’água que, desde janeiro, subiu cerca de seis metros. O site informou, ainda, que a situação requer cuidado das populações que estão às suas margens ou que se utilizam do rio pelo risco de uma grande inundação. As maiores cheias costumam ocorrer entre maio e julho.

De acordo com O Estado de São Paulo, as chuvas em janeiro deste ano foram 35% maiores, o que fez com que o rio Negro atingisse seu maior nível em 106 anos com 26, 36 metros. No estado do Amazonas, cerca de 6 mil famílias sofreram com inundações e há um mês 62 municípios estão em estado de emergência.

*Agência Nacional de Águas
*Foto: Irmo Celso

ver este postcomente

Caçar focas é sustentável? Planeta Sustentável - 24/04/2009 às 16:09


Segundo o Consulado do Canadá, sim. A caça às focas, já aberta oficialmente, é regulamentada pelo Ministério da Pesca e Oceanos* daquele país e é divulgada como uma tentativa de conter a reprodução do animal e garantir a saúde da população já existente.

Apesar da polêmica e do protesto de ambientalistas e cidadãos por todo o mundo, o Canadá rebate as críticas e tenta dar um tom mais “humanitário” ao evento. Nesta temporada, por exemplo, houve mudanças nas determinações da Regulamentação de Mamíferos Marinhos (Marine Mammal Regulations). As novas regras estabelecem que o caçador não pode retirar a pele da foca ainda viva, mas ter certeza de que ela morreu, aguardar o sangramento e então terminar o serviço.

Outra acusação é a de que a renda gerada pela atividade não causa impacto significativo para os caçadores. O governo canadense afirma o contrário. O hakapik, instrumento feito de madeira, metal e um gancho usado para matar as focas é vista como uma arma inaceitável. Em defesa, os canadenses dizem que os métodos usados em abatedouros comerciais são muito mais cruéis.

O teto de abates deste ano é de 338.200 animais, limite maior do que o determinado no ano passado. Enquanto as farpas são trocadas, os animais continuam a morrer aos montes sob o argumento da sustentabilidade. O que você pensa sobre isso?
*Foto: US Fish Widelife Service

*Ministério da Pesca

Leia também:
Assim se tinge o gelo

ver este postcomente

Unidos pelo fim dos maus tratos aos animais! Débora Spitzcovsky - 23/04/2009 às 18:09

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo – popularmente conhecido como “carrocinha” – está tirando o sono dos protetores de animais da capital paulista. A causa da preocupação é a atual gestão do lugar, que está expondo os bichinhos que vivem lá a condições de fome e doença e, ainda, proibiu uma série de medidas que facilitavam a adoção dos animais.

Para lutar contra os maus tratos – que, segundo os protetores dos bichinhos, chega a matar 95% dos animais recolhidos nas ruas pela prefeitura de São Paulo –, eles estão organizando uma grande manifestação em frente ao CCZ, no próximo dia 29 (quarta-feira), às 13h.

Várias ONGs vão participar da reivindicação e os organizadores ainda esperam encontrar por lá o maior número de pessoas possível, para brigar pelos direitos dos animais e mostrar à carrocinha que apesar desses bichinhos não terem aonde morar, têm muita gente que se importa com eles. E você, vai aparecer por lá?

Manifestação “CCZ: muda ou fecha!”
Data: 29 de abril de 2009 (quarta-feira)
Horário: 13 horas
Local: Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo
Endereço: Rua Santa Eulália, 86 – próximo ao metrô Carandiru – São Paulo/SP

* A dica do post foi da Beatriz Levischi, uma jornalista que, na infância, não gostava de animais e, agora, tem um blog dedicado, exclusivamente, a eles.

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts