BLOGS |Blog da Redação

Carros com selo verde Planeta Sustentável - 30/07/2008 às 22:09

Hoje em dia, é natural ir comprar uma geladeira e encontrar, estampada nela, um adesivo que informa a sua eficiência energética. É mais comum ainda os consumidores compararem os modelos e fazerem contas sobre quanto irão gastar de energia elétrica, ou sobre qual o tamanho mais adequado do aparelho*. O motivo de tudo isso é que as informações da etiqueta dão subsídios para as pessoas refletirem e observarem o resultado imediato do consumo consciente – a conta de luz do próximo mês.

Agora os brasileiros terão a mesma oportunidade com os carros. O Ministério do Meio Ambiente vai lançar, em outubro, o Programa de Etiquetagem Veicular. A proposta é permitir que o consumidor compare modelos similares e obtenha informações para saber qual consome menos combustível e, por conseqüência, polui menos. 

A projeto prevê a adesão voluntária das montadoras à etiquetagem, e o Ministério aposta no interesse das fábricas, pela questão da concorrência. O proposta faz parte do Conpet – Programa nacional da racionalização do uso dos derivados do petróleo e do gás natural. Foi resultado de um acordo entre as montadoras, o Ministério do Meio Ambiente, o Ministério de Minas e Energia e a Petrobras.

*Acesse este link para saber mais sobre o Programa Brasileiro de Etiquetagem e ver resultados de testes com aparelhos domésticos selados pela eficiência energética. 

ver este postcomente

Amigos das árvores de SP Planeta Sustentável - 28/07/2008 às 19:34


Muita gente adora árvore. Compra em feiras e supermercados, leva para casa e, quando a mudinha cresce, resolve plantá-la no quintal, na calçada de casa ou na praça mais próxima. Há também jardineiros e paisagistas que adoram usar plantas estrangeiras para incrementar a decoração e algumas empresas que decidem aderir à onda verde e fazem suas compensações de carbono, sem orientação de especialistas, plantando árvores em algum canto da cidade.

A iniciativa pode até ser bem intencionada, mas muitas vezes causa prejuízos. É que algumas espécies não se dão bem em qualquer lugar, podem estourar pavimentos, atingir a fiação elétrica ou mesmo destruir plantas nativas.

Para orientar a melhor escolha na hora de arborizar a cidade, o blog Árvores de São Paulo traz informações em linguagem simples e com embasamento científico sobre as plantas que habitam o município. Também dá para conhecer um pouco mais sobre a história da arborização da capital paulista, marcada pela presença de diversas espécies européias trazidas pelos imigrantes ao longo do tempo.

A idéia do blog surgiu de uma conversa informal entre o cirurgião dentista e mestrando em Botânica, Ricardo Cardim, e o secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge. E logo caiu nas graças de pesquisadores de Botânica da USP e do Jardim Botânico de São Paulo, de integrantes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e de alguns médicos da rede pública de saúde – hoje, organizados na Associação dos Amigos das Árvores de São Paulo.

Como bem disse Ricardo Cardim, “nós só protegemos, o que conhecemos”. Aprender a cuidar melhor das árvores urbanas e a plantar as variedades certas em cada lugar é sempre uma boa pedida em uma cidade com altos níveis de poluição e com a baixa umidade que tem atormentado os paulistanos nas últimas semanas…

*Foto: Blog Árvores de São Paulo, do post "Onde estão os pinheiros do Bairro de Pinheiros?"

ver este postcomente

Leve a sua horta para passear! Planeta Sustentável - 25/07/2008 às 22:45


Antes de tudo, Marcos Victorino já avisa: “São idéias esdrúxulas que buscam soluções para o cotidiano”. O graduando de Agronomia previne o interlocutor para contar a sua idéia que é, no mínimo, inusitada: cultivar verduras e legumes em superfícies móveis. O que ele chama de “horta com rodinhas” é um convite para que as pessoas que vivem em grandes centros urbanos se dediquem à agricultura.

A idéia está em fase de elaboração na Faculdade Cantareira, onde Victorino estuda e desenvolve o Plantando na Cidade, projeto de ocupação, através da agricultura familiar, dos espaços ociosos das cidades.

No caso das hortas sobre rodinhas, a proposta é o cultivo em superfícies móveis. As pessoas poderão passear com a horta e levá-la para tomar sol, ou movê-la de um lugar para o outro durante o dia – por exemplo, ao sair para o trabalho, empurrá-la para um local iluminado, onde receba luz por pelo menos quatro horas. (Ao fim da tarde, o sujeito só precisa se lembrar de recolhê-la!).

Victorino explica de forma simples as idéias arrojadas: “As pesquisas em agricultura no Brasil são voltadas somente para o meio rural. Estamos tentando transferir técnicas para o ambiente urbano”. 

A inspiração para o Plantando na Cidade foi encontrada no passado. Ele pesquisou iniciativas desenvolvidas na Europa e nos Estados Unidos, entre o fim do século 19 e o início do 20. Nesses lugares, a migração da população para os centros urbanos provocou uma crise na oferta de alimentos e forçou a criação de hortas comunitárias, como um meio de amenizar o declínio da produção agrícola.

O carro-chefe do Plantando na Cidade são as hortas em lajes de casas e edifícios (vide foto acima). Você pode conhecer melhor o projeto acessando a página na internet e lendo esta reportagem.

ver este postcomente

Blog da Redação

A redação do PLANETA SUSTENTÁVEL é um encontro de pessoas envolvidas com um grande desafio: trabalhar a sustentabilidade como um tema urgente, transversal e inspirador, tradutível em múltiplas linguagens e necessário para os diversos públicos. Aqui, a editora Mônica Nunes, as repórteres Marina Maciel Vanessa Daraya e a jornalista Suzana Camargo (que colabora com o Planeta desde 2009) indicam lugares imperdíveis da web e contam novidades e boas histórias sobre cultura, sociedade, meio ambiente, cidadania, mudanças climáticas, mobilidade, inovação, direitos humanos, economia verde e muito mais.

Mônica NunesEditora/Gerente de Conteúdo

Marina MacielRepórter

Suzana CamargoColaboradora

Vanessa DarayaRepórter

Clique e faça o download

Revista do clima Material de etiqueta

Posts anteriores

Receba as noticías mais recentes

assine RSS Blog da Redação

Arquivos de posts